Primeira moeda oficial do Brasil

Recorde é do Real, que no plural é ‘Réis’, diferente da atual unidade monetária do país. Diversas outras moedas fizeram parte da vida dos brasileiros: Cruzeiro, Cruzeiro Novo, Cruzado, Cruzado Novo, Cruzeiro Real e Real/ Reais

01/02/2012
61726 Acessos
Imprimir
Primeira moeda oficial do Brasil
A Primeira moeda oficial do Brasil foi o Real, no plural ‘Réis’, que é diferente da atual unidade monetária do país.

Em 1695 surgiram pela primeira vez as moedas de 1.000, 2.000 e 4.000 Réis, em ouro e de 20, 40, 80, 160, 320 e 640 Réis, em prata.

Elas ficaram conhecidas como ‘série das patacas’, pois foram as que por mais tempo circularam no Brasil.

Depois do Real vieram duas versões do Cruzeiro, seguido do Cruzeiro Novo. Então o nome Cruzeiro voltou por outras duas vezes, passou a Cruzado, Cruzado Novo, novamente Cruzeiro, em seguida Cruzeiro Real e finalmente a moeda que vigora atualmente.

O Real, que tem como plural ‘Reais’, foi implantado no governo do presidente Itamar Franco, através do então ministro da Fazenda, Fernando Henrique Cardoso.

Na época, cada Unidade Real de Valor (URV) correspondia a US$ 1 (um dólar). A nova unidade monetária foi capaz de conter a inflação descontrolada, que assolava a economia brasileira.



Moedas em circulação
Atualmente existem no país dois grupos de moedas em circulação. O primeiro foi emitido entre 1994 e 1997, que é todo em aço inoxidável e apenas a de R$ 1 foi tirada de circulação. O segundo grupo é composto por diversos tipos de metais, com todas as moedas em circulação.


Fontes: Casa da Moeda do Brasil, Banco Central do Brasil e Brasil Escola
Redação: Fátima Pires


Mudanças
1°. Real/ Réis 1695
2°. Cruzeiro 1942
3°. Cruzeiro (eliminados os centavos) 1964
4°. Cruzeiro Novo (volta dos centavos) 1965
5°. Cruzeiro 1970
6°. Cruzeiro (eliminados os centavos) 1984
7°. Cruzado 1986
8°. Cruzado Novo 1989
9°. Cruzeiro 1990
10°. Cruzeiro Real 1993
11°. Real/ Reais 1994