Maior percurso de corrida em esteira

Rafael Arcanjo, de São José do Rio Preto, superou os próprios limites ao percorrer 715 km em uma semana, batendo o recorde brasileiro

17/04/2015
6800 Acessos
Imprimir
Maior percurso de corrida em esteira
Ultramaratonista percorreu 715 km em uma esteira e bateu o recorde brasileiro / Foto: Arquivo recordista
O ultramaratonista de São José do Rio Preto (SP), Rafael Ferraz Simonetti Motta, mais conhecido como Rafael Arcanjo, entra para o RankBrasil em 2015 pelo Maior percurso de corrida em esteira.

Entre os dias 14 e 21 de dezembro de 2014 ele percorreu 715 km, provando que é possível superar os próprios limites.

Durante o desafio, realizado no Jaú Shopping, na cidade paulista de Jaú, o atleta permaneceu na esteira em média de 18 horas diárias, com pausas necessárias de cerca de três horas e paradas para dormir de aproximadamente três horas por dia.

Segundo o recordista, a maior dificuldade da prova foi o desgaste mental ocasionado pela insônia. “A agitação, a ansiedade o ambiente pouco propício fizeram com que eu dormisse pouco e tivesse um sono de baixa qualidade, resultando no cansaço físico”, revela.

Apesar de não atingir a meta da quebra do recorde mundial, Rafael Arcanjo está muito feliz e satisfeito pelo reconhecimento do RankBrasil: “O título brasileiro mostra que sou o melhor do meu país em fazer algo”. Conforme ele, também significa uma valorização e um combustível para querer cada vez mais: “Representa o retorno de um trabalho intenso”.

Pela conquista, o ultramaratonista agradece o coach Luiz Gustavo Scatambulo, o fisioterapeuta Vladimir Aparecido Zanelato Bovaroti, o educador físico Leonardo Geraldine dos Santos e a estudante de fisioterapia Ariadne Ferreira.

Ele também agradece a todas as pessoas que fizeram parte da rotina de treinos e durante o evento, as empresas Grupo Empório Saúde, Automóvel Clube, Clínica Primeira Opção, LCsports e Ziboo – patrocinadores oficiais do atleta – e os demais patrocinadores e apoiadores que ajudaram na realização desse projeto.

Apesar de não atingir a meta da quebra do recorde mundial, Rafael Arcanjo está muito feliz e satisfeito pelo reconhecimento do RankBrasil: “O título brasileiro mostra que sou o melhor do meu país em fazer algo” / Foto: Arquivo recordista

Superando limites
Conforme Rafael Arcanjo, o ano de 2014 foi inteiro focado no desafio, intensificando o treinamento entre agosto e dezembro. Em setembro, em meio à preparação, descobriu possuir intolerância à lactose e ao glúten, necessitando de uma reeducação alimentar – mais um obstáculo a ultrapassar.

Durante a ultramaratona na esteira, sua maior luta foi contra a própria mente. “Quem quer superar seus limites precisa de persistência, determinação e muita disciplina”, destaca.

O recordista cita ainda três verbos que podem fazer a diferença na vida: desejar, planejar e executar. “Primeiramente é preciso o desejo de querer algo. Depois vem o planejamento de como conquistar o objetivo. Por último é necessário executar o planejamento para realizar o desejo”, revela.

Novos desafios
Ultramaratonista profissional desde 2012, Rafael Arcanjo tem 26 anos de idade e é formado em Educação Física. Já participou de várias provas de 24 horas e 48 horas de duração, e percursos acima de 200 km.

Para o futuro quer correr na Spartathlon, uma das competições mais famosas na ultramaratona, realizada na Grécia com percurso de 246 km. Ele também quer participar de outras renomadas provas, como a Badwater e Arrowhead, nos Estados Unidos; e BR 135, no Brasil. O atleta ainda pretende conquistar o título mundial na esteira e quebrar muitos outros recordes.


Redação: Fátima Pires

Algumas citações na mídia:
Folha Vitória
Folha Geral
Passos Mg Online