Maior árvore Samanea saman

Exemplar gigante com 40 m de diâmetro e 12 m de altura fica no Parque da Cidade, em São José dos Campos (SP)

16/08/2017
2288 Acessos
Imprimir
Maior árvore Samanea saman
Com 40 m de diâmetro e 12 m de altura, exemplar gigante fica no Parque da Cidade, ao lado do Centro de Formação de Educadores / Foto: Felipe Fonseca Costa
A Prefeitura de São José dos Campos (SP) entra para o RankBrasil em 2017 pelo recorde de Maior árvore Samanea saman. Com 40 m de diâmetro e 12 m de altura, o exemplar gigante fica no Parque da CidadeRoberto Burle Marx, na avenida Olivo Gomes, ao lado do Centro de Estudos e Formação de Educadores (Cefe), em Santana.

Conhecida popularmente como Árvore da Chuva ou Chorona, trata-se de uma espécie nativa rara encontrada com maior frequência no pantanal mato-grossense, no nordeste mineiro e na Amazônia Ocidental. O único exemplar que se tem notícia em São José dos Campos foi tombado pelo Decreto 14.878/12, assinado em 10 de fevereiro de 2012.

O ‘status’ de patrimônio ambiental atendeu um pedido da Secretaria de Meio Ambiente (Semea) junto ao Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Histórico, Artístico, Paisagístico e Cultural (Comphac).Com o decreto, a árvore com copa extensa e frondosa, com idade média entre 90 a 100 anos se tornou imune ao corte.

De acordo com a diretora de Turismo do município, Nazira Madureira, além da sua idade, beleza, raridade e importância paisagística, a árvore de espécie arbórea é símbolo do Centro de Formação de Educadores em São José dos Campos por estar logo ao lado e também ‘fachada’ para o Parque da Cidade.
Recorde de Maior árvore Samanea saman, espécie conhecida como Árvore da Chuva ou Chorona, homenageia o município pelos 250 anos comemorados em 27 de julho / Foto: Felipe Fonseca Costa

A diretora destaca que o título brasileiro vem para homenagear o município pelos 250 anos comemorados em 27 de julho. Segundo ela, o recorde tem a importância de criar mais um ícone para a cidade, atraindo publicidade, gerando mais uma identidade e estimulando o desenvolvimento turístico. “Também cria um novo atrativo para a demanda externa, além de estimular a população local a usufruir do Parque da Cidade e conhecer mais São José dos Campos”, finaliza.

A conservação e a fiscalização da árvore recordista estão a cargo da Administração Regional competente, com auxílio da Secretaria de Meio Ambiente.Outra função da Semea, juntamente com o Comphac, é dar apoio técnico à preservação da espécie protegida.

Algumas citações na mídia:
MegaCurioso
News Rondônia
Aquarius Life
Meon
O Vale