Primeira pessoa com síndrome de Down a concluir a Corrida Internacional de São Silvestre

Recorde pertence ao paulista Rafael Atkinson Carvalho, que participou da prova do ano de 2017

13/06/2019
3982 Acessos
Imprimir
Primeira pessoa com síndrome de Down a concluir a Corrida Internacional de São Silvestre
Rafael Atkinson Carvalho bate recorde por concluir a Corrida Internacional de São Silvestre / Foto: Arquivo recordista
O paulista Rafael Atkinson Carvalho entra para o RankBrasil em 2019 pelo recorde de Primeira pessoa com síndrome de Down a concluir a Corrida Internacional de São Silvestre, que é realizada em São Paulo (SP).

Rafael participou da prova ocorrida em 31 de dezembro de 2017, na época com 21 anos de idade. Ele competiu com o número 29.009, concluindo a corrida e ocupando a 17.972ª posição na classificação geral.

Natural e residente na cidade de Valinhos (SP), o recordista conta que a ideia de correr a São Silvestre partiu de seu pai Maurício Cardoso Carvalho. “A sensação emocional de concluir a prova é de força e superação. A sensação física é de dor muscular intensa: dói tudo!”, lembra.

De acordo com ele, o maior obstáculo para participar da maratona é o que a família e a sociedade impõem, por acharem que pessoas com síndrome de Down não têm capacidade e nem força.

“Não sou atleta, mas procuro fazer atividades físicas como qualidade de vida e dar visibilidade à causa da inclusão. Disseram que eu seria igual às outras pessoas com a Síndrome, que não iria andar e não viveria muito. Estou provando o contrário”, afirma.

Segundo ele, a maior importância da conquista deste recorde é mostrar de uma vez por todas que um diagnóstico não define uma pessoa. “É um incentivo para que outras famílias e a sociedade enxerguem que nós temos capacidade e podemos fazer tudo o que queremos, no nosso tempo. É só nos ensinar e estimular”, destaca.

Antes da São Silvestre, o recordista nunca havia participado de competições de corrida. “Gosto de caminhadas. Nesta modalidade já participei nas provas do Hospitalhaços e da Integração, ambas realizadas na cidade de Campinas (SP).

O paulista também ministra a palestra com o tema ‘Você já abriu seu presente?’, onde conta sua história através de uma conversa inspiradora, cheia de sabedoria e superação. Ele gosta de jogar futebol e basquete, de viajar, ir ao cinema ver filmes de super-heróis, participar de projetos inclusivos, ver jogos do Palmeiras e dançar. Segundo ele, seu maior sonho é ser ator profissional.

Para concluir, Rafael cita uma frase do nadador paralímpico e recordista mundial Daniel Dias: “Chega uma hora em que é preciso parar de sonhar com um mundo melhor e começar a construí-lo”.

Outras atividades
O paulista é ator na Companhia de Teatro Inclusione e coordenador do movimento Maravilha Máxxima de empreendedorismo social, sem fins lucrativos, para a inclusão de pessoas com deficiência intelectual. É participante dos projetos FeijoaDown, Sertanejown, Cucina Felice, Foto Inclusão e Inclua Café. Ainda atua como voluntário do Instituto Padre Haroldo, TLC-Treinamento de Liderança Cristã e Sonhar Acordado Campinas.
Tags: São Paulo