Primeira modelo plus size com Síndrome de Down

A gaúcha Pâmela “Pampam” concluiu o curso profissionalizante em 10 de maio de 2014, provando que pessoas com a trissomia 21 podem realizar sonhos

04/03/2015
6433 Acessos
Imprimir
Primeira modelo plus size com Síndrome de Down
Recordista brasileira, Pâmela “Pampam” mostra que pessoas com a trissomia 21 podem realizar sonhos / Foto: RankBrasil
Pâmela Caroline de Andrade, conhecida como Pâmela “Pampam”, é um exemplo de que pessoas com a trissomia 21 podem ter uma vida normal e realizar sonhos.

Aos 30 anos, ela entra para o RankBrasil em 2015 pelo recorde de Primeira modelo plus size com Síndrome de Down.

Com empenho e dedicação, a gaúcha nascida em Porto Alegre concluiu o curso profissionalizante de modelo e manequim em 10 de maio de 2014, onde aprendeu técnicas de maquiagem, nutrição, estética e boas maneiras.

A recordista decidiu atuar na área em 2013, após desfilar no projeto “Vem inclusão: moda, luz e arte”, oportunidade oferecida através da gestora de modas Karina Carvalho Umf. Depois disto, por não ter medidas ideais, fez o curso para plus size.

“Receber o certificado de conclusão foi uma alegria e uma emoção por se tratar da realização de um sonho”, comenta Pâmela. Na formatura, surpreendeu a turma e o professor com um discurso de agradecimento pela receptividade e apoio de toda equipe.

Ela já participou de desfiles de moda e vitrines vivas de diversas lojas e grifes como ChiQte Plus Size, Marisa, Beagle, Óticas Diniz, Bolsamania, Gracejo Noivas, Inove Multimarcas, Óticas Mondadori, entre outras.

A modelo, que atualmente reside em São José (SC), tem sido convidada para desfilar todos os anos no projeto Vem inclusão, e em lojas de moda plus size. Ainda atuou como convidada no filme ‘Cromossomo 21’, do diretor Alex Duarte, o qual será lançado este ano no país.

A modelo gaúcha tem sido convidada para desfilar todos os anos no projeto Vem inclusão, e em lojas de moda plus size. Pâmela "Pampam" obteve o recorde após concluir curso profissionalizante / Foto: RankBrasil

Vida normal
Longe das passarelas, Pâmela afirma ter uma vida normal. Ela faz todas as tarefas domésticas necessárias, gosta de assistir televisão e de internet. Quando criança aprendeu a ler e escrever. Pinta telas com a temática natureza e faz curso de culinária com o chefe Guilherme Barros. A gaúcha também tem um noivo e um dia pretende se casar.

Com a experiência de quem já possui várias histórias para contar e a expectativa de muita vida pela frente, a modelo deixa um recado a outras pessoas com a Síndrome de Down: “Nunca desista dos seus sonhos, porque se você tentar eles vão se tornar realidade”.

Estímulo necessário
A mãe de Pâmela, Elizabeth Gomes Andrade, uma das sócias-fundadoras da ONG Amigo Down, fala sobre a importância do incentivo da família no desenvolvimento do indivíduo com a trissomia 21.

Segundo ela, é necessário sair e mostrar o mundo fora de casa: é preciso dar oportunidades e estimular, como colocar estas pessoas em cursos regulares e específicos para diferentes gostos, como informática, maquiagem, entre tantos outros”, destaca. “Aposte e acredite nos seus filhos que eles conseguem. É só ter paciência e boa vontade”, finaliza.


Redação: Fátima Pires

Confira a galeria de imagens



Algumas citações na mídia:
G1
Mega Curioso
Folha Vale do Café
Floripa News
Paraná Shop
O Nortão
Tabocas Notícias
Portal NBR
Ponto Link