Taxi elétrico pode rodar 160 km com uma única carga

Veículos com emissão zero de poluentes fazem parte de um projeto piloto que está sendo desenvolvido em São Paulo

06/06/2012
4520 Acessos
Imprimir
Taxi elétrico pode rodar 160 km com uma única carga
A cidade de São Paulo recebeu ontem (05), as duas primeiras unidades do Nissan LEAF, veículo 100% elétrico, que não emite gás poluente. O projeto piloto vai avaliar a viabilidade dos carros operarem como táxi na capital.

Desenvolvido para atender as necessidades da mobilidade urbana e ao mesmo tempo não prejudicar o meio ambiente, o Nissan LEAF é capaz de rodar 160 km com uma única carga.

Os táxis elétricos começam a circular nas ruas de São Paulo na próxima segunda-feira (11) e estarão à disposição de qualquer pessoa. Os veículos ficarão no ponto localizado entre a Avenida Paulista e a Rua da Consolação e a princípio vão rodar em um espaço restrito, dentro do mini Anel Viário.

Acordo de Intenções
O Nissan LEAF é o primeiro veículo 100% elétrico comercializado em larga escala no mundo e os táxis fazem parte do Acordo de Intenções que foi assinado em junho de 2011.

A parceria é entre a Aliança Renault-Nissan, a AES Eletropaulo, a Prefeitura de São Paulo e a Associação das Empresas de Táxi de Frota do município. A capital paulista foi a primeira cidade da América do Sul a assinar um acordo deste tipo.

Novas unidades
Para a metade do segundo semestre está prevista a próxima fase do projeto. O município vai ganhar mais oito táxis elétricos, totalizando 10 carros com emissão zero de poluentes nas ruas de São Paulo. O período de testes deve durar 36 meses.

Taxistas
Os taxistas escalados serão motoristas profissionais do transporte de passageiros, que foram treinados pela Nissan do Brasil, dentro da parceria com a Secretaria Municipal de Transportes e a Associação das Empresas de Táxi.

Recarga
O programa terá uma rede de recarga com 15 pontos dentro do circuito estabelecido. Serão cinco unidades com carregamento rápido, em até 30 minutos e outros 10 carregadores para cargas de até 8 horas.

Economia
De acordo com informações da Eletropaulo, empresa responsável pelos pontos de recarga, para rodar 160 km, um veículo tem um custo de energia de R$ 7,11. No caso da gasolina, o valor sobe para R$ 39,25.

Custo do carro
Cada carro custa em média R$ 200 mil, o que gera uma dificuldade para a ampliação da produção de veículos elétricos no país. A expectativa é de que a tecnologia se torne mais barata à medida que ela seja ampliada. Os veículos que fazem parte do projeto piloto de São Paulo foram cedidos por uma montadora japonesa.

Redação: Fátima Pires