Maior tarrafa de pesca

Com 13,70 metros de diâmetro e 8,5 quilos, recorde pertence ao guarda vidas Ozeniel Almeida, da cidade de Porto Belo (SC)

04/02/2021
1764 Acessos
Imprimir
Maior tarrafa de pesca
Catarinense demorou um ano e três meses para produzir a tarrafa gigante, que mede 13,70 metros de diâmetro e pesa 8,5 quilos / Foto: Arquivo recordista
O marceneiro, inventor, vendedor e guarda vidas da cidade de Porto Belo (SC), Ozeniel Almeida bate recorde junto ao RankBrasil em 2021 por ter fabricado sozinho a Maior tarrafa de pesca do país. Durante um ano e três meses, ele teceu à mão o equipamento, que tem 13,70 metros de diâmetro e pesa 8,5 quilos.

Para fabricar a tarrafa gigante o recordista utilizou 13.280 metros de linha grilon, seis quilos de chumbo de 0.9 centímetros, 56 metros de dyneema entralhados e 15 metros de corda. De acordo com Ozeniel, o objeto recebeu o nome de ‘Nova Jerusalém’ porque representa a glória de Deus: “Inclusive as cores da tarrafa, que significam branco de pureza e ouro das riquezas”.

Segundo o catarinense, a maior dificuldade foi ter paciência para amarrar os nós com a agulha durante tanto tempo. Apesar do tamanho, Ozeniel explica que para jogar o objeto na água basta um profissional que tenha a técnica com tarrafas grandes. “Por se tratar de um equipamento de arremesso, pode ser lançado em rios, praias, lagoas, em cima de barcos ou de trapiches”, conta.

Ozeniel diz que a maioria dos familiares de sua mãe e de seu pai são pescadores, e inclusive seu pai trabalhou alguns anos pescando em barco, quando era jovem. Apesar disso, conforme o recordista que tem 34 anos de idade, o amor pela tarrafa começou no YouTube, assistindo vídeos de um profissional do Rio de Janeiro chamado Marlon Batista.

“Marlon Batista foi o mestre que me ensinou passo a passo como criar esse tipo de obra de arte”, destaca. O catarinense comenta que após terminar a primeira tarrafa, disse a seu mestre que iria fazer a maior do Brasil. “Ele até deu risadas, mas eu estava falando sério”, lembra. Então Ozeniel calculou as medidas e começou o trabalho. “Não tinha certeza que iria dar certo no final”, admite.

Conforme o guarda vidas, o recorde junto ao RankBrasil é muito significativo. “O tempo que levei para construir a tarrafa foi o tempo que eu estava começando a construir a minha jornada para a colheita. Foi como uma terapia para direcionar totalmente a minha vida profissional”.

O catarinense revela que ao terminar a obra se deparou com outro desafio: a contagem de malhas precisava ter sido impecável para o objeto funcionar adequadamente. “Foi emocionante quando abri a tarrafa no campo de futebol. Ela parecia um disco no chão. Ficou perfeita e eu me senti muito feliz”, destaca.

Ozeniel afirma que conquistar esse recorde traz muita satisfação, porque segundo ele, não existe dinheiro que pague pelo equipamento. “Não é só gratificante pra mim, mas para milhares de pescadores pelo nosso Brasil. Esse recorde é algo lindo para todas as gerações”.

O recordista ainda agradece à equipe do RankBrasil por ter reconhecido seu esforço. “O título de Maior tarrafa de pesca do país é muito importante. Além de registrar uma obra de arte dessa proporção, faz uma homenagem a todos os pescadores”, finaliza.