Maior encontro de trilheiros de motos e quadriciclos

Evento realizado na cidade de Corupá (SC), contou com 3.463 participantes na tradicional trilha

07/07/2013
4924 Acessos
Imprimir
Maior encontro de trilheiros de motos e quadriciclos
3.463 participantes reunidos no grid. - Divulgação: RankBrasil
A edição de 2013 do Bananalama entra para o RankBrasil sendo o Maior encontro de trilheiros de motos e quadriciclos realizado no país. A competição contou com 3.463 participantes, sendo 151 montados em quadriciclos e 3.312 pilotos de motos. Os auditores Luciano e Iolete Cadari estiveram presentes no local para homologar o recorde.

O percurso off-road foi realizado pela primeira vez em 2004, reunindo 319 inscritos. Desde o início, o objetivo do Bananalama foi reunir os amantes da modalidade em uma grande festa, proporcionando aos participantes momentos únicos de descontração em meio a natureza.

A festa tem uma importante responsabilidade na fomentação do turismo, impactando fortemente a movimentação do comércio local e regional, seja através de hotéis, lojas de peças e acessórios para motos, postos de gasolina, lojas de souvenirs, entre outras.

Em meio aos 3.463 participantes, haviam mulheres, crianças e um senhor de 73 anos que fizeram o percurso de 60 Km. Um público com faixa etária bem diversificada esteve presente acompanhando os quatro dias de programação.

A concentração para o início da prova aconteceu no Seminário Sagrado Coração de Jesus. O caminho foi especialmente planejado para comemorar o aniversário de 10 anos do Bananalama. O trajeto passou por belas paisagens da região de Corupá (SC), que fica localizada ao norte de Santa Catarina.

Foi fundado em 30 de maio de 2003, na pequena cidade de Corupá (SC), com a intenção de organizar trilhas pela região, além de participar de encontros organizados por clubes de outros municípios.

Método de certificação

Juliano Baade, um dos organizadores do evento, auxiliou os auditores do RankBrasil na contagem dos participantes entre motos e quadriciclos.

O fiscal Luciano Cadari utilizou um contador para realizar a contagem dos motoqueiros, que passavam através de uma única entrada. Enquanto Juliano Baade coletava os tickets de inscrição dos participantes.

Iolete Cadari foi responsável pela contagem dos quadriciclos, que estavam posicionados no ponto de largada trilha.

Redação: Danilo Georgete

Confira a galeria de imagens:

Algumas citações na mídia:
News Rondônia
Colíder News