Maior cajueiro do Brasil

A copa do cajueiro de Pirangi ocupa 8.500 m² de área, o equivalente a 70 cajueiros de porte normal dispostos lado a lado, produzindo de 70 a 80 mil cajus por safra

06/11/2013
14920 Acessos
Imprimir
Maior cajueiro do Brasil
Foto: Fernando Chiriboga
O cajueiro de Pirangi entra para o RankBrasil. Localizado no distrito de Pirangi do Norte, município de Parnamirim - RN, tem a idade de 110 a 120 anos de existência. Recebe o nome científico Anacardium occidentale e é da família Anacardiaceae.

Com troncos tortuosos e relativamente baixa, a árvore atinge em média entre cinco e dez metros de altura, mas em condições muito propícias, pode chegar a 20 metros.

Seu fruto, a amêndoa ou castanha de caju, tem uma forma semelhante a um rim humano. Seco e torrado, é popularmente conhecido como castanha-de-caju.

Prolongando-se ao fruto, existe um pedúnculo, seu pseudofruto, maior, macio, piriforme, também comestível, de cor alaranjada ou avermelhada, e é geralmente confundido como fruto.

Designado como maçã do caju, esta estrutura amadurece colorido em amarelo ou vermelho e varia entre o tamanho de uma ameixa e uma pêra, entre 5cm e 11cm. Tem, ainda, os nomes científicos de Anacardium microcarpum e Cassuvium pomiverum.

As flores são especialmente melíferas e têm propriedades tônicas, já que contêm anacardina. Da seiva produz-se tinta, a raiz tem propriedades purgativas. Suas folhas são obovadas, isto é, têm a forma de um ovo invertido e coriáceas. As flores dispõem-se em panículas.

Redação: RankBrasil
Revisão: Fátima Pires