Papai Noel com maior tempo de atividade

Em 2007, Cláudio Roldan de Mesquita completa 38 anos representando o Bom Velhinho na cidade de Teresópolis - RJ

11/08/2007
10468 Acessos
Imprimir
Papai Noel com maior tempo de atividade
Foto: Arquivo pessoal - Cláudio Roldan de Mesquita
Cláudio Roldan de Mesquita, da cidade de Teresópolis – RJ, entra para o RankBrasil em 2007 como o Papai Noel com maior tempo em atividade. Neste ano, ele completa 38 anos representando o Bom Velhinho.

Tudo começou em 1969, quando duas amigas, donas de um Jardim de Infância, convidaram o recordista pra fazer o papel principal da festa de Natal: o Papai Noel. Cláudio aceitou o convite e se tornou um dos personagens mais queridos de todas as crianças.

Atualmente, com o incentivo da família, amigos e conhecidos, visita casas, hospitais, escolas, igrejas, centros comunitários, bombeiros e shoppings. Ele já chegou a percorrer 14 lares em um mesmo dia, um antigo lixão da cidade e outras comunidades carentes.

Quando faz visitas a comunidades carentes, além de muita alegria, o Papai Noel distribui como presente para as famílias, cestas básicas, remédios (quando solicitados) e brinquedos para as crianças, itens adquiridos através de arrecadações e da solidariedade da comunidade.

Histórias curiosas
Nesses anos todos, o Papai Noel diz que já aconteceram muitas coisas inusitadas, como um menino, de mais ou menos cinco anos, que queria andar de trenó: “Fiquei embaraçado em não ter um trenó para mostrar, mas para provar que eu era o Papai Noel de verdade pedi que puxasse minha barba. Como a barba é de verdade, ele acreditou”.

O recordista também já ouviu pedidos tristes, como o de uma moça de 19 anos, que pediu para que o Papai Noel ajudasse sua mãe que sofria de uma grave doença. Ele disse que rezaria por ela, mas nunca mais teve notícias.




Significado do Natal
O Bom Velhinho Cláudio acredita muito na força do espírito de Natal que envolve as pessoas nesta época do ano, acha que a fantasia permite que a criança sonhe e que a figura bondosa do Papai Noel causa fascínio e isso pode influenciar para um melhor comportamento.

Até hoje, o Natal em sua casa é esperado com muita expectativa e os filhos e netos se reúnem aguardando sua chegada. Ele vive para isso e afirma: “Sou aposentado e quando termina o Natal, logo começo a pensar no próximo. Vivo para o Natal, tornando-me obstinado para que o próximo seja ainda melhor”.

Cláudio não esquece que o espírito natalino é ser cristão e comemorar o nascimento de Jesus Cristo como presente para a humanidade. Ele também deixa um recado: “Nunca percam a esperança e a alegria, pois a bondade existe e para Deus nada é impossível. Esse é o verdadeiro sentido do Natal e para mim, o Natal é todos os dias”.


Redação: Raquel Susin
Revisão: Fátima Pires