Primeira medalha olímpica da ginástica brasileira

Nos Jogos de Londres, atleta surpreende, faz uma apresentação impecável e ganha o ouro na prova das argolas. Resultado faz com que ele se torne o maior ginasta da história do Brasil

07/08/2012
7902 Acessos
Imprimir
Primeira medalha olímpica da ginástica brasileira
O atleta Arthur Zanetti entra para história e se torna o maior ginasta do Brasil de todos os tempos. Com apenas 22 anos, ele conquistou nesta segunda-feira (06), nos Jogos de Londres, o ouro nas argolas, a primeira medalha olímpica da ginástica artística brasileira.

Na final da prova, o ginasta, que agora está no RankBrasil, surpreendeu e fez uma apresentação impecável. Ele ganhou do chinês Chen Yibing, campeão nas Olimpíadas de Pequim, em 2008 e tetracampeão mundial no aparelho, que ficou com a prata.

O resultado faz Zanetti superar outros brasileiros no esporte, que apesar de terem sido favoritos no solo, não conseguiram a tão sonhada medalha olímpica: Daiane dos Santos era a grande esperança do Brasil nos Jogos de Atenas, em 2004, e Diego Hypolito, no ano de 2008.

Carreira
Zanetti nasceu em 16 de abril de 1990, em São Caetano do Sul – SP, e chegou à seleção brasileira em 2007, com 17 anos. O atleta ganhou destaque no cenário internacional da ginástica artística ao conquistar a medalha de prata nas argolas, no Mundial de Tóquio, em 2011, perdendo justamente para Chen Yibing.

No mesmo ano, no Pan-Americano de Guadalajara, no México, o ginasta era o favorito ao ouro, mas também acabou em segundo lugar. Ainda na competição, Zanetti ajudou o Brasil a conquistar a inédita medalha de ouro por equipes. No ano de 2012, além da medalha olímpica, já obteve no aparelho o ouro nas etapas de Maribor, na Eslovênia, e Ghent, na Bélgica, pela Copa do Mundo.



Fontes:
Rede Record, Globo Esporte e Estadão
Redação: Fátima Pires