Maior treinamento em ressuscitação cardiopulmonar

Mutirão reuniu 2.204 alunos de escolas públicas da cidade de São Paulo, que aprenderam a realizar a massagem cardíaca em bonecos feitos com material reciclado. Evento foi promovido pela SOCESP

06/06/2015
7787 Acessos
Imprimir
Maior treinamento em ressuscitação cardiopulmonar
Luciano Cadari (segundo à esquerda) entregou o troféu do RankBrasil aos organizadores do evento / Foto: RankBrasil
Salvar vidas através da disseminação de informações sobre primeiros socorros e identificação de sintomas de um infarto. Com este objetivo principal, a SOCESP – Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo – conquistou o recorde junto ao RankBrasil de Maior treinamento em ressuscitação cardiopulmonar do país.

O desafio aconteceu em 6 de junho de 2015, no Transamérica Expo Center, em São Paulo (SP), paralelamente ao 36° Congresso da SOCESP. A atividade, que contou com o apoio da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo, da Pfizer e do Corpo de Bombeiros, reuniu 2.204 alunos de escolas públicas, a partir dos 11 anos de idade. O representante do RankBrasil, Luciano Cadari, acompanhou o evento e oficializou o título com a entrega do troféu.

De acordo com a SOCESP, a ideia é treinar o maior número de pessoas em reconhecer uma parada cardíaca, chamar ajuda e fazer as compressões torácicas (massagem cardíaca) até o socorro chegar. “Com um treinamento de apenas 30 minutos podemos aumentar em até quatro vezes as chances de sobrevida de uma vítima atendida por um leigo treinado”.

As doenças cardiovasculares são a principal causa de mortes no Brasil: são cerca de 350 mil óbitos por infarto todos os anos, e metade das vítimas falece em até uma hora a partir da manifestação dos primeiros sinais. A mortalidade do infarto varia de 8 a 30%, conforme a assistência prestada.

A SOCESP acredita que é necessário começar os treinos cedo e o aprendizado com multiplicação do conhecimento em crianças a partir de 11 anos é eficaz. “Nosso objetivo é que este treinamento faça parte do currículo dos alunos no ensino médio”. Ainda para a Sociedade de Cardiologia, a conquista do recorde é uma forma de salvar mais vidas de forma direta e indireta.

Alunos de escolas públicas aprenderam a realizar a massagem cardíaca em bonecos feitos com material reciclado. Evento promovido pela SOCESP conquistou recorde brasileiro / Foto: RankBrasil

‘Boneco Guizinho’
O treinamento da massagem cardíaca foi realizado com o ‘boneco Guizinho’, nome dado em homenagem ao seu criador, o médico cardiologista e membro da SOCESP, Agnaldo Pispico. Os modelos usualmente empregados neste tipo de treinamento custam cerca de 50 dólares cada, podendo ser usados no máximo seis vezes.

O ‘Guizinho’ é feito com uma garrafa pet tampada e cheia de ar, cuja pressão fica idêntica à do tórax humano. O boneco também é produzido a partir de outros materiais reciclados, como a camiseta velha que dá forma ao seu “corpo” e demais elementos utilizados para preenchê-la.

A comprovação da eficácia do modelo está em fase de publicação científica. Segundo a Sociedade de Cardiologia, alunos de uma escola no interior de São Paulo passaram por testes. Dois grupos foram submetidos a provas em um manequim de qualidade e o grupo treinado com o ‘Guizinho’ conseguiu resultado superior.

“Queremos divulgar este projeto com o boneco de material reciclado a custo quase zero para todo o Brasil e países que não têm dinheiro para comprar manequins comerciais”. Pela simplicidade, o ‘Guizinho’ pode ser feito por qualquer pessoa e um vídeo disponibilizado pela SOCESP mostra o passo a passo da produção.



Ressuscitação cardiopulmonar
Os principais sintomas de uma pessoa que está sofrendo um infarto são dor no peito de forte intensidade que pode irradiar para o braço esquerdo ou direito, costas ou mandíbula, podendo vir acompanhado de tonturas, náuseas e suor frio.

Conforme a SOCESP, ao se deparar com uma vítima desacordada, chame pelo nome e toque na altura dos ombros: se ela não responder e não apresentar reação, peça ajuda com desfibrilador para o SAMU (192) ou Bombeiros (193). Enquanto o socorro não chega é preciso iniciar as compressões torácicas, deprimindo o tórax em 5 cm com pelo menos 100 compressões por minuto, de forma rápida e forte, com os braços esticados. Importante destacar que a vítima inconsciente não deve ser transportada.

36° Congresso da SOCESP
Com o tema ‘Cardiologia Interdisciplinar – Integrando o Humano pelo Coração’, o evento aconteceu de 4 a 6 de junho, contando com a participação de especialistas brasileiros e de outros países como a Itália, Estados Unidos, África do Sul e Reino Unido.

SOCESP
A Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo foi fundada no ano de 1976. Além de treinamentos em ressuscitação cardiopulmonar promove outros eventos com o objetivo primordial de salvar vidas. Entre as atividades realizadas estão campanhas de combate ao tabagismo, à hipertensão e ao colesterol, avaliação de risco cardiovascular e prevenção da diabetes.


Redação: Fátima Pires

Algumas citações na mídia:
Snif Doctor
Revista Hospitais Brasil
News Rondonia
R7