Maior tempo pedalando em rolo de treino

Com 228 horas, num total de 4.059,81 quilômetros percorrido, recorde pertence ao paulistano Marcelo Florentino Soares, mais conhecido como Mixirica

01/09/2020
Imprimir
Maior tempo pedalando em rolo de treino
Ciclista pedalou 228 horas em 12 dias. No total foram 4059,81 quilômetros percorridos, em desafio que foi transmitido pelo Instagram / Foto: Ianca Loureiro
O paulistano Marcelo Florentino Soares, mais conhecido como Mixirica, entra para o RankBrasil em 2020 pelo recorde de Maior tempo pedalando em rolo de treino. Com transmissão pelo Instagram, ele começou o desafio em 16 de junho às 10h e concluiu em 28 de junho às 10h, num total de 228 horas pedaladas e 4.059,81 quilômetros percorridos em 12 dias.

Como acontece na prova real, no rolo de treino a cada etapa aumenta o grau de dificuldade e tudo é registrado pelo sistema chamado Fulgaz e compartilhado com o Strava – sistema utilizado por ciclistas e corredores de rua em geral.

Durante a prova, Marcelo teve intervalos de apenas duas horas por dia para descansos rápidos e manutenção ou troca de bike. Ele não parou nem mesmo para comer, escovar os dentes ou fazer xixi (tinha um recipiente que ficava ao lado). O recorde de Mixirica foi estabelecido na cidade de Cosmópolis, interior do estado de São Paulo, na empresa Ballistech, do empresário Christian Amancio.

Em algumas subidas Marcelo pedalou cinco e sete quilômetros por hora porque dependia da inclinação que chegava até 25% e para dificultar mais também tinham simulações de estradas de terra. Nas descidas ele atingiu de 60 a 80 quilômetros por hora. De acordo com o ciclista, que tem atualmente 48 anos de idade, as principais dificuldades foram a privação do sono e as assaduras por não termuita opção de posição na bike.

O atleta conta que em 2019 fez o RaceAcrossAmerica garantindo a sétima colocação e ganhou uma premiação extra por ter sido o ciclista mais rápido a subir uma cadeia de montanhas. Por conta da pandemia, ele aproveitou o cancelamento desta prova presencial em 2020 e o surgimento do desafio da Virtual RaceAcrossAmerica para participar e ao mesmo tempo registrar as horas pedaladas no rolo de treino (esse rolo é interativo e faz o ciclista migrar para a prova através da tela do celular ou televisão).

Com a pandemia Marcelo se preparou na sua própria casa, em um rolo de treino simples. “Com o desafio, o empresário Christian providenciou um rolo interativo onde os treinos puderam de fato ser intensificados e com mais recursos para preparação”, destaca.

Segundo o ciclista, este recorde junto ao RankBrasil significa uma realização pessoal por algo nunca feito antes. Ele dedica este título à sua equipe (Alexandre Capez, Patricia Capez, Elaine Longo, Gustavo Perim, João Gomes, Eduardo Nicola e Fátima Nicola) e em especial à Debora Gisele Cataneo, que fez tudo funcionar perfeitamente como uma chefe de equipe, mantendo todos unidos com o mesmo propósito. “Agradeço ainda ao empresário Christian Amancio pelo apoio e por proporcionar o registro junto a RankBrasil, e à minha família que sempre está na torcida das minhas jornadas”.

Marcelo adianta que tem vários desafios em mente. “Existem muitas outras coisas que quero fazer e com isso incentivar ainda mais a prática do ciclismo, mostrando que não existe idade e sim força de vontade. Tudo começa quando você muda a sua mente”, afirma.

Do Monte Caburaí ao Chuí
Marcelo já foi recordista junto ao RankBrasil pela mais rápida travessia de bicicleta do Monte Caburaí ao Chuí. Ele fez o percurso de 10.332,30 quilômetros em 57 dias, recorde que foi registrado em 2015.