Menor atriz do Brasil

Com 91 centímetros de altura, Priscila Menucci é a nova recordista do RankBrasil

10/03/2011
12765 Acessos
Imprimir
Menor atriz do Brasil
Fotos: Kica de Castro
A atriz e modelo Priscila Menucci, que mede 91 centímetros, entra para o RankBrasil em 2011. Com 35 anos e oito de carreira, a recordista reside em São Paulo – SP, é casada com Leonardo Colen e tem um filho, Pedro Henrique. Entre os trabalhos realizados, a atriz já atuou no parque da Xuxa e na peça ‘Mágico de Oz’.

Segundo a recordista, que atualmente é assessorada por Kica de Castro, sua carreira começou por um simples acaso. “Eu era auxiliar de RH, até o dia em que a empresa que trabalhava realizou uma festa à fantasia”, lembra.

Neste dia, Priscila encontrou dois anões, que desenvolviam atividades na festa e disseram que poderiam indicá-la para as agências, para a realização de eventos que necessitassem de pessoas de estatura menor que o normal.

“Um deles insistiu e eu acabei passando o número do meu telefone, mas sem expectativas”, conta. Conforme Priscila, na semana seguinte uma agência ligou e perguntou se ela estava disponível para fazer um evento de recepção. “Então pensei: não é que era verdade!”.

A partir deste momento, a recordista não parou mais de atuar na área artística e ainda consegue conciliar a empresa em que trabalha e os eventos.

Em seu primeiro teste, para personagem no parque da Xuxa, a recordista foi selecionada para fazer um duende. “Com muito orgulho fiz este personagem”, destaca. “Trabalhávamos em quatro anões, a fada, entre outros personagens”, completa.

De acordo com Priscila, o produtor Allan Cecato foi uma das primeiras pessoas que a apoiaram. “Era ele quem dava o treinamento e acabou me selecionando para fazer a recepção na inauguração do parque, junto com a Xuxa, entre outros artistas.

Depois de seis meses trabalhando no parque, a recordista foi fazer o teste para a peça ‘Mágico de Oz’ e foi chamada. “Os diretores da peça tinham dúvidas da minha atuação, por eu ser pequena em relação aos outros anões”, diz. “Mas provei ser capaz de fazer todas as coreografias”, completa.

Pelo seu bom desempenho, a atriz conta que conquistou na peça algumas falas e um final com o Totó, o cachorro. “A peça foi um sucesso de público, ficamos em cartaz por muito tempo, além de participarmos de uma temporada em Santiago, no Chile.

Outros trabalhos
Na TV, Priscila participou de um quadro no programa ‘A casa é sua’, da rede TV, com o Clodovil. “Depois deste quadro, o Clodovil quis minha presença todos os dias no seu programa, que era realizado à tarde”, diz.

A recordista ainda fez o personagem de um anjo, na peça de Clodovil ‘Eu & Ela’, que ele mesmo criou. “O Clodovil sempre me apoiou. Não afirmo isto porque ele está morto: ele era chato e gostava de perfeição, mas era uma boa pessoa”, revela.

Priscila destaca ainda o apoio de Murillo Flores, “que foi, é e sempre será meu pai da comédia, do humor”. Conforme a recordista, ele escreve ótimos papéis para peças teatrais e TV e sempre a convida para participar.

Foi assim que Priscila entrou na Band: “Na estreia de ‘Coisa boa pra você’, que atuei juntamente com o Murillo, Mateus Carrieri, Pamela Couto e Fabricia Ouriveis, ele convidou os diretores e autores do programa ‘Uma escolinha muito louca’ para assistir à peça e foi daí que veio o convite para fazer o papel da Dona Nica.

A ideia era realizar o programa uma ou duas vezes por semana: “Quando fizemos o projeto piloto para medir a audiência, foi um sucesso e passamos a gravar todos os dias”.

Na área da moda, Priscila foi modelo da grife ‘A moda está em baixa’, da diretora e estilista Carina Cassuscelli. Atualmente faz desfiles, entre outros tantos trabalhos.

Priscila agradece a todas as pessoas que contribuíram para seu sucesso, em especial, à direção do programa ‘Uma escolinha muito louca’: o diretor artístico Delvair Thomazelli, e o diretor geral, Valdemyr Fernandes.

A recordista agora quer consolidar sua carreira como atriz. Ela pretende fazer uma novela e participar de um filme.


Redação: Fátima Pires