Dia do Doador de Sangue tem por objetivo estimular a doação

Na oportunidade, o RankBrasil destaca o catarinense Orestes Golanovski, que detém o recorde de maior doador de sangue do país

25/11/2012
5226 Acessos
Imprimir
Dia do Doador de Sangue tem por objetivo estimular a doação
O Dia Nacional do Doador Voluntário de Sangue, celebrado neste domingo, 25 de novembro, tem por objetivo valorizar e estimular a participação das pessoas no processo de doação de sangue, um ato simples que salva vidas.

A data foi instituída no Brasil em 30 de junho de 1964, pelo decreto número 53.988, promulgado pelo então presidente da República, Castello Branco.

Para marcar o dia, o RankBrasil destaca o exemplo de ajuda incondicional ao próximo, do catarinense Orestes Golanovski. Ele foi reconhecido pela Organização Mundial de Saúde como o maior doador de sangue do Brasil e também do mundo.

Até junho de 2006, o recordista já havia feito 187 doações de sangue. Ao completar 65 anos não pôde mais realizar este ato de solidariedade, devido à lei da época que não permitia doadores acima dessa idade. Mesmo assim, continuou seu trabalho em prol da vida, criando a Associação dos Doadores de Sangue da Região de Canoinhas (Adosarec).

Para doar
Para doar sangue é preciso ter entre 18 e 67 anos, 11 meses e 29 dias, pesar mais de 50 quilos e estar com boa saúde. Também podem ser doadores jovens com idade entre 16 e 17 anos, com o consentimento formal do responsável.

O sangue doado é utilizado em pessoas que sofreram hemorragia e precisam fazer a reposição, como no caso de cirurgias muito longas, onde é necessário manter a quantidade do sangue do paciente, e também para tratamento de outras doenças, como a hemofilia.

A doação de sangue pode ser realizada em todos os hemocentros do Brasil. O Ministério da Saúde disponibiliza na internet endereços e telefones destes locais. Para encontrar o hemocentro mais perto de sua residência basta clicar aqui.

Dia Mundial do Doador
O Dia Mundial do Doador Voluntário de Sangue deve ser comemorado em 14 de junho. A data foi instituída no ano de 2004, pela Organização Mundial de Saúde. A ideia é reforçar a importância da solidariedade dos cidadãos saudáveis para ajudar a salvar vidas.

Redação: Fátima Pires