Dia Mundial do Doador de Sangue deve ser comemorado com doação

Data foi instituída pela Organização Mundial de Saúde, com o objetivo de reforçar a importância da contribuição dos cidadãos saudáveis para ajudar a salvar vidas

14/06/2012
3644 Acessos
Imprimir
Dia Mundial do Doador de Sangue deve ser comemorado com doação
O Dia Mundial do Doador Voluntário de Sangue, celebrado nesta quinta-feira, 14 de junho, deve ser comemorado com doação.

A data foi instituída pela Organização Mundial de Saúde (OMS) em 2004, com o objetivo de reforçar a importância da contribuição dos cidadãos saudáveis para ajudar a salvar vidas, através de um simples gesto: a doação de sangue.

De acordo com a OMS, cerca de 92 milhões de doações são registradas anualmente em todo o mundo. No Brasil, conforme o Ministério da Saúde, apenas 1,9% da população doa sangue regularmente.

A quantidade de sangue retirada não afeta a saúde do voluntário, uma vez que a recuperação é imediata após a doação. Além de mostrar a importância do sangue para quem precisa, o Dia Mundial do Doador foi criado para mostrar que o processo é rápido e seguro.

Nada substitui o sangue
Não existe nada que possa substituir o sangue humano. Suas células cumprem diversas funções, como levar oxigênio a cada parte do corpo, defender o organismo contra infecções e participar na coagulação.

Quem pode doar
Para doar sangue é preciso ter entre 18 e 67 anos, 11 meses e 29 dias, pesar mais de 50 quilos e estar com boa saúde. Também podem ser doadores pessoas com idade entre 16 e 17 anos, com o consentimento formal do responsável.

Sangue doado
O sangue doado é separado em diferentes componentes, como hemácias, plaquetas e plasma, para poder beneficiar mais de um paciente com a mesma unidade coletada. Estes componentes são distribuídos aos hospitais e usados em pacientes internados e casos de emergência.

Maior doador de sangue
Exemplo de ajuda incondicional ao próximo, o maior doador de sangue do Brasil é o catarinense Orestes Golanovski, de 73 anos, reconhecido pela OMS. Até junho de 2006 o recordista já havia feito 187 doações.

Para doar
A doação pode ser realizada em todos os hemocentros do Brasil. Para encontrar o local mais perto de sua residência veja aqui a lista disponibilizada pelo Ministério da Saúde, com endereços e telefones.

Redação: Fátima Pires