Maior produção de computador retro compatível

Recorde pertence a Luis Fernando Zanoto de Luca, que com a ajuda de Fábio Belavenuto e Luciano Sturaro fabricou 137 exemplares de uma nova versão do MSX

02/11/2015
7613 Acessos
Imprimir
Maior produção de computador retro compatível
Luciano Cadari entrega o troféu aos recordistas: Luciano Sturaro, Fábio Belavenuto e Luis Fernando Zanoto de Luca / Foto: RankBrasil
O técnico em eletrônica de Ribeirão Preto (SP), Luis Fernando Zanoto de Luca entra para o RankBrasil em 2015 pelo recorde de Maior produção de computador retro compatível. Com a ajuda de Fábio Belavenuto (também de Ribeirão Preto) e Luciano Sturaro (de São João da Boa Vista – SP), ele fabricou quase que artesanalmente 137 exemplares de uma nova versão do MSX.

A marca brasileira foi oficializada em 2 de novembro, durante o 18º Encontro de Usuários de MSX no Interior Paulista, que aconteceu em Jaú (SP). O representante do RankBrasil, Luciano Cadari esteve presente no evento para entregar troféu e certificados.

O MSX era um dos computadores mais populares do mundo nos anos 80 e início dos anos 90 e deixou de ser fabricado por volta de 1993 no Japão. Apesar disto, ainda existe no mercado o desenvolvimento de softs e hards, devido a milhares de pessoas apaixonadas por este clássico, muito usado para jogos e desenvolvimento de programas que exploram o máximo de um 8 Bits.

De acordo com o recordista Luis, a ideia de voltar a fabricar o MSX surgiu pela grande procura entre colecionadores. Chamado Zemmix Neo, o modelo brasileiro baseado em um projeto coreano tem produção sem fins lucrativos. “Decidimos fazer uma homenagem ao retro computador, disponibilizando uma versão nova com preço acessível, de algo que fez muito sucesso há mais de 30 anos”, destaca.

Sobre a conquista do título junto ao RankBrasil, o técnico em eletrônica comenta que não estava esperando, mas ficou muito feliz quando soube da novidade. “Este recorde brasileiro certamente vai ajudar a divulgar o MSX”, acredita.

O modelo fabricado
A nova versão do MSX mede 23cm por 17,5 cm e tem visual moderno, bem diferente dos produzidos antigamente. O protótipo ficou pronto em cinco meses. “O mais difícil foi reprojetar o design, por ser feito de um tipo de plástico injetável”.

O Zemmix Neo possui dois slots de cartucho, suporte para teclado de PC, portas USB, slot para cartão SD e saída de VGA. Apesar de melhorias tecnológicas, mantém as mesmas características e tem 100% de compatibilidade.

“A tecnologia permitiu desenvolver um modelo com todas as expansões externas que o MSX antigo tinha, porém mais compacto, mais leve e de fácil transporte”, diz. Cada exemplar do Zemmix Neo foi vendido através da internet por 135 dólares e pelo baixo valor de comercialização já existe uma nova lista de espera de 120 interessados do Brasil e outros países. “Em breve vamos disponibilizar um novo lote. A intenção é popularizar esta raridade”, revela.

Encontro de Usuários de MSX
O evento aconteceu nos dias 31 de outubro, 1º e 2 de novembro, em Jaú (SP), reunindo colecionadores do MSX. Organizado pelo The MSX Magical Computer Club, o encontro abriu espaço para exposição de modelos originais, “tunados” e dos novos Zemmix, além da troca de experiência entre os participantes.

Confira a galeria de imagens
Maior produção de computador retro compatível