Maior diário publicado em forma de soneto

Ives Gandra da Silva Martins escreveu 365 sonetos, um por dia durante o ano de 2010

15/03/2011
14601 Acessos
Imprimir
Maior diário publicado em forma de soneto
Foto - Arquivo: Ives Gandra da Silva Martins
O advogado Ives Gandra da Silva Martins, da cidade de São Paulo – SP, é o novo recordista do RankBrasil. Durante o ano de 2010, ele escreveu um diário em forma de soneto, totalizando 365 composições poéticas.

Produzidos de 1º de janeiro a 31 de dezembro, os sonetos possuem métrica perfeita, seguindo a tradição das composições italianas (Petrarca) ou inglesas (shakespearianos).

O diário foi publicado no decorrer do ano passado, pela editora Pax&Spes, em quatro volumes, todos ilustrados, nas versões impressa e eletrônica, com o título ‘Diário em Sonetos – 365 dias, um soneto por dia’.

Segundo o recordista, as composições foram inspiradas a partir de uma agenda para 2010, presenteada pela ex-diretora geral das Organizações Globo, Marluce Dias e seu marido Eurico.

“Prometi para eles que, pela beleza da agenda, escreveria um soneto por dia e assim realizei”, conta. Ives Martins explica que, como relata em alguns sonetos, nem sempre foi fácil encontrar um tema para cada dia.

“De rigor, o livro é um diário normal sobre os acontecimentos pessoais, profissionais, culturais, políticos e de exercício da cidadania: foi uma experiência curiosa, que se faz uma única vez na vida”, enfatiza.

Carreira profissional
O recordista é professor emérito de várias universidades de São Paulo e professor honorário de universidades da Argentina, Peru, Romênia e Portugal.

Ele pertence a 31 Academias Jurídicas, Filosóficas, Culturais, Históricas no Brasil e Portugal, e possui 31 títulos acadêmicos universitários no Brasil, Argentina, Peru, Portugal e Romênia.

Tem estudos nestas áreas publicados em 21 países: Alemanha, Angola, Argentina, Bahamas, Bélgica, Brasil, Bulgária, Cabo Verde, Canadá, Espanha, Estados Unidos, Holanda, Inglaterra, Japão, México, Peru, Portugal, Romênia, Rússia, Taiwan e França.

Ives Martins é membro da Academia Brasileira de Letras Jurídicas e da Academia Brasileira de Filosofia. Também é membro da Academia Paulista de Letras, a qual presidiu nos anos de 2005 e 2006.

Outras publicações
O recordista compôs seu primeiro soneto aos 13 anos, em 1948. No ano de 1956, aos 21, escreveu o primeiro livro de poesias, intitulado ‘Pelos caminhos do silêncio’.

Em 1965, com o poeta Domingos Carvalho da Silva, Ives Martins dividiu o prêmio dos Jogos Florais Brasil - Portugal. Seu poema ‘Marabá’, classificado pelos julgadores como épico, foi publicado no livro ‘Tempo de Lendas’.

Também fazem parte de suas publicações diversos livros de poesia, o romance ‘Um advogado em Brasília’ e a peça teatral ‘O caçador caçado’. Seus poemas vão além da língua portuguesa: foram traduzidos para o romeno e editado pela Ed. Akadamus-Budapeste (Poeme).

Soneto destaque
Dos 365 sonetos que agora fazem parte do RankBrasil, o recordista Ives Martins escolhe um para destaque:


EU INFANTE

Meu ano acaba, volto a ser menino,
Encantos descobrindo pela lua,
Meus papagaios lúdicos empino
Enquanto elevo aos céus minh’alma nua.

Retorno no rever de meu destino,
Ao moleque que andava pela rua,
Sonhando sonhos mil, em desatino,
Sem nunca perceber que a vida é crua.

Meu passado repasso num instante
E meu presente engolfo no futuro,
Que se torna de mais em mais incerto,

Mas que não tira o brilho de eu infante,
Que fazia ser claro o que era escuro
E plantava jardins pelo deserto.

SP., 16/12/2010.

Redação: Fátima Pires