Primeiro monumento em estrutura de concreto armado representativo ao descobrimento do Brasil

Homenagem ao Marco de Touros relembra a fixação do primeiro símbolo de posse colonial de Portugal em terras brasileiras

02/06/2014
5883 Acessos
Imprimir
Primeiro monumento em estrutura de concreto armado representativo ao descobrimento do Brasil
Monumento ao Marco de Touros foi entregue à população em 1999 / Foto: Acervo pessoal Fábio Sérgio da Costa Pereira
A ENGECAL – Engenharia e Cálculos Ltda entra novamente para o RankBrasil em 2014, desta vez com o Primeiro monumento em estrutura de concreto armado representativo ao descobrimento do Brasil. A obra relembra a fixação do Marco de Touros, que aconteceu em 1501, na Praia dos Marcos, em Touros (RN).

O monumento em homenagem a este episódio possui um arco formado por dois lados diferentes em estrutura de concreto armado. O desenho ousado exigiu cálculos distintos para cada haste e foi concluído em três meses de trabalho.

Localizada no km 0 da BR-101 próximo ao Farol do Calcanhar, a obra tem projeto estrutural dos engenheiros civis José Pereira da Silva, Flávio César da Costa Pereira e Fábio Sérgio da Costa Pereira.

Segundo o engenheiro Fábio, o título é uma alegria que a empresa recebe com orgulho. “É penta! Ficamos muito felizes. Cada recorde conquistado nos dá mais reconhecimento aqui no estado e nacionalmente”.

A estrutura entregue a turistas e moradores no ano de 1999 foi encomendada pelo Governo do Estado do Rio Grande do Norte em parceria com a Prefeitura de Touros e conta com o desenho arquitetônico de Oscar Niemeyer.


O Marco de Touros original e a réplica estão expostos no Forte dos Reis Magos, em Natal (RN). Atualmente na rodovia BR-101 permanece apenas o monumento / Foto: Roberto Limeira


Marco de Touros
Fixado em terras brasileiras pelos portugueses, o Marco de Posse, mais conhecido como Marco de Touros, é considerado por muitos historiadores o primeiro registro oficial do Brasil e foi tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Cultural (Iphan).

Em 1976, o símbolo teve que ser retirado do local porque estava se deteriorando com a maresia e vento, além de sofrer com a ação dos moradores que costumavam tirar lascas para fazer chás milagrosos acreditando nos poderes de cura da pedra.

O local, chamado de “Santo Cruzeiro”, era considerado sagrado e cultuado por comunidades da região praiana. Uma réplica foi entregue à população após a retirada, no mesmo ano.

Existem outros marcos fixados no litoral brasileiro na história do Brasil, um na Bahia e outro em São Paulo, mas nenhum tão antigo. Atualmente, o Marco de Touros original e a réplica estão expostos no Forte dos Reis Magos, em Natal (RN).

Penta recordista
Este é o quinto recorde da empresa ENGECAL que também fez a Estrutura com maior balanço em concreto protendido, a Catedral com maior vão livre em concreto protendido, o Ginásio de esportes com o maior vão livre em concreto armado e o Ginásio de esportes com o maior vão livre em concreto protendido do país.

Redação: RankBrasil

Algumas citações na mídia:
CREA-RN
Clic News
News Rondônia
Revista Brasília
Site Barra
Prefeitura de Touros
Santa Luzia Notícias