Mais jovem casal brasileiro a visitar todos os países

Rafael Diedrich e Lídia Diedrich conheceram todos os 196 países reconhecidos pela Organização das Nações Unidas (ONU)

02/08/2023
1085 Acessos
Imprimir
Mais jovem casal brasileiro a visitar todos os países
Rafael Diedrich e Lídia Diedrich conheceram todos os 196 países reconhecidos pela ONU / Foto: Arquivo recordistas
Rafael Diedrich e Lídia Diedrich entram para o RankBrasil em 2023 pelo recorde de Mais jovem casal brasileiro a visitar todos os países. Entre agosto de 2012 e agosto de 2022 eles conheceram todos os 196 países reconhecidos pela Organização das Nações Unidas (ONU). Os jovens completaram o desafio com 31 e 30 anos de idade respectivamente.
Residentes em Santana de Parnaíba (SP), Rafael e Lídia são casados desde 2012. Paulista da cidade de São Carlos, ele é neurocientista, professor e teólogo. Já ela é mineira de Uberlândia e enfermeira obstetra.

De acordo com Lídia, a ideia do desafio surgiu ao verem uma passagem para Israel ida e volta por 900 reais e que de lá daria para visitar Grécia, Turquia e Egito com facilidade. “Isso despertou em nós um desejo de conhecer 50 países, que depois viraram 100 e finalmente todos os países do mundo”, lembra.

O primeiro país que visitaram foi o Chile e Malta, o último. Em média ficaram entre cinco e sete dias em cada território. Segundo Rafael, foi uma jornada de aprendizado, ricas experiências e descobertas únicas: “Conhecer cada nação deste planeta nos deu clareza de que somos limitados em nosso saber”.
Para a mineira, eles aprenderam que a vida é uma grande viagem. “Com a viagem podemos aprender a afastar nossos medos, gerenciar melhor nosso tempo, administrar nossos recursos com mais facilidade e a ter mais compaixão com nosso próximo”.

Entre os principais desafios, o paulista enumera tirar todos os vistos, enfrentar países em guerra e ver a miséria humana em algumas nações. O casal concorda que o país mais interessante é a Islândia, por ser incomparável em termos de beleza, cultura e excentricidade.

Para arcar com as despesas de conhecer o mundo, eles precisaram de uma estratégia. O casal aprendeu a viajar utilizando voos conectados, gastando cerca de 80% a menos que uma pessoa comum. “Além disso, tivemos parceiros e patrocínio ao longo da jornada, e 100% do que gastamos retornou”, conta Rafael. “Não somos filhos de famílias ricas, isso revela que chegamos muito além do que sonhávamos ou pensávamos”, acrescenta.

Conforme Lídia, entre as melhores lembranças que ela vai guardar para sempre das viagens estão os sorrisos de cada povo, a simplicidade de cada olhar, a diferença de cada cultural, os sabores de cada culinária, e as aventuras vividas ao lado de seu marido e companheiro.

A mineira ainda diz que o recorde é um marco para o casal e uma inspiração para viajantes brasileiros. “Somos um país de terceiro mundo e poder colocar a bandeira brasileira de casal mais novo a viajar todos os países do mundo é uma vitória para nós e para nosso povo”, destaca.

“Existem pouquíssimas pessoas com essa oportunidade que tivemos, somos gratos a Deus pela graça que nos foi concedida e sabemos da responsabilidade em compartilhar conhecimentos e aprendizados coletados em todos esses países do planeta”, finaliza Rafael.