Umuarama quer superar recorde com abraço gigante em bosque

Desafio acontece no Dia da Árvore e deve reunir mais de 1.382 pessoas, número contabilizado no evento de 2015

06/09/2016
2853 Acessos
Imprimir
Umuarama quer superar recorde com abraço gigante em bosque
Para superar recorde, Umuarama deve realizar abraço gigante com mais de 1.382 pessoas, número contabilizado em 2015 / Foto: Augusto Carlos Castro dos Santos
A cidade de Umuarama (PR) pretende superar o próprio recorde de Maior abraço ambiental em bosque. O desafio será realizado em 21 de setembro (Dia da Árvore), na trilha de caminhada localizada no interior do Bosque Uirapuru, a partir das 9 horas. A ação deve reunir mais de 1.382 pessoas, número contabilizado em 2015.

Este ano o representante do RankBrasil, Luciano Cadari estará presente para acompanhar o evento e possivelmente oficializar a nova marca com a entrega de troféu. O abraço gigante vai ser formado por estudantes, professores, empresários, servidores públicos, autoridades, idosos e comunidade em geral.

A atividade ambiental é uma realização do Instituto Federal do Paraná (IFPR), Prefeitura Municipal de Umuarama (PMU), Conselho Municipal do Meio Ambiente (CMMA) e Associação Comercial e Industrial de Umuarama (ACIU).

De acordo com a idealizadora do projeto, professora doutora Norma Barbado, nessa edição os organizadores esperam a adesão de pelo menos dois mil participantes “para executar esse ato de amor à natureza, representado por um grande abraço”.

A professora explica que o objetivo da ação é garantir que ocorra a sensibilização do maior número de pessoas possível quanto à importância de preservar a arborização urbana. “Espera-se também que o abraço ambiental possa subsidiar atividades de planejamento urbano, políticas públicas, visando solucionar eventuais problemas que ocorrem nos parques da cidade”, completa.

Resultados
Conforme Norma, os resultados da pesquisa aplicada no evento do ano passado serviram de base para se iniciar diversos tipos de discussões e trabalhos de Educação Ambiental: “A ação teve ótima repercussão no município, tanto que o projeto foi ampliado em 2016”.