Maior coleção de minicraques em papercraft

Com 140 miniaturas de jogadores de futebol, recorde pertence ao artista plástico Christian Gama, de Belford Roxo (RJ)

13/09/2016
2064 Acessos
Imprimir
Maior coleção de minicraques em papercraft
A Maior coleção de minicraques em papercraft pertence a Christian Gama, que possui 140 miniaturas de jogadores de futebol / Foto: Arquivo recordista
A arte de construir objetos tridimensionais a partir de papel concedeu ao artista plástico Christian Gama, da cidade de Belford Roxo (RJ), o recorde de Maior coleção de minicraques em papercraft, reconhecido pelo RankBrasil em 2016.

Ele criou 140 miniaturas de jogadores de futebol, entre os craques brasileiros Garrincha, Pelé, Zico, Romário, Barbosa, Sócrates e Falcão, e os de outros países como Cristiano Ronaldo (Portugal), Perfumo (Argentina) e Paolo Rossi (Itália).

De acordo com Christian, a ideia de produzir minicraques em papercraft surgiu pela sugestão de um colecionador que queria fazer para o filho especial as miniaturas em papel, devido ao alto custo dos originais. “A maior dificuldade é conseguir boas fotos dos craques e o uniforme da época”, comenta.

Para desenvolver a arte, além de papel o recordista utiliza cola, impressora e tesoura. Segundo ele, o trabalho completo entre montagem e pintura demora de uma a duas horas, dependendo do personagem. Torcedor do Vasco da Gama, o artista é apaixonado por futebol. “Desde cedo, ainda garoto, aprendi a amar esse esporte através do meu avô Gama e de meus tios”.

Além dos minicraques, Christian coleciona cubee craft de futebol, shirtpaper (minicamisas), stadium paper (miniestádios), busto paper e cards de futebol. “Todos os itens foram produzidos por mim e ultrapassam a marca de dois mil”, destaca.

A ideia de comercializar o trabalho artístico surgiu por acaso há aproximadamente quatro anos. “Criei um site pessoal para divulgar minha coleção e encontrar adeptos, mas logo virou febre e começaram a pedir para eu vender os objetos. Neste tempo fiquei desempregado e então me agarrei na arte futebolística”.

Para desenvolver a arte, além de papel o recordista utiliza cola, impressora e tesoura, demorando de uma a duas horas entre montagem e pintura / Foto: Arquivo recordista

O recordista revela que quando criou as miniaturas de jogadores famosos de futebol, logo se apaixonou. “Eu disse para mim mesmo: vou conquistar o título de maior coleção de minicraques paper do Brasil e quem sabe do mundo”, lembra.

Então ele focou neste objetivo e com o apoio da família e dos amigos, o desejo se concretizou. “Este recorde significa a superação de horas pesquisando, recortando e montando. É a realização do sonho de colocar o troféu na prateleira e o certificado na parede. Eu sou RankBrasil: a minha arte e a minha coleção estão reconhecidas”, finaliza.

Algumas citações na mídia:

Record
News Rondônia
Folha Vale do Café
Portal Baixada