Maior monumento em forma de vela

Com 17 metros de altura, recorde brasileiro pertence ao Cemitério Vaticano, de Almirante Tamandaré (PR)

01/11/2017
597 Acessos
Imprimir
Maior monumento em forma de vela
Vela da Fé, monumento tem 17 metros de altura e é dividido entre o corpo da vela e uma chama metálica localizada no topo da estrutura. Em sua base fica o Velário Divina Luz / Foto: Vanessa Mengato
O Cemitério Vaticano, da cidade de Almirante Tamandaré (PR), entra para o RankBrasil em 2017 pelo Maior monumento em forma de vela. Com 17 metros de altura, a construção foi inaugurada em 1º de novembro com a presença da representante do RankBrasil, Elisangela Arruda, que oficializou a marca com entrega de troféu.

Chamada de Vela da Fé, o monumento é dividido entre o corpo da vela e uma chama metálica localizada no topo da estrutura. De acordo com a diretora do Cemitério Vaticano, Mylena Cooper, a ideia foi criar um memorial para as pessoas sepultadas no cemitério e também ampliar o velário, que foi construído aos pés da vela gigante e recebeu o nome Velário Divina Luz.

A diretora conta que o objetivo do monumento é manter viva a tradição brasileira de acender velas, seja para fazer um pedido, retribuir uma graça recebida ou homenagear alguém que deixou saudades. Conforme ela, o desafio foi criar uma estrutura que agradasse as famílias que visitam seus entes queridos e que ao mesmo tempo fosse inovador.

Construído em tijolo de vidro, a estrutura promete mudar suas cores de acordo com datas comemorativas, entre elas Outubro Rosa e Novembro Azul. “Anualmente a Vaticano promove muitas ações sociais de conscientização e doação. A vela, sendo um novo ponto turístico, irá ajudar a chamar atenção para essas nobres causas”, destaca.

O evento de inauguração teve a presença de cerca de 400 pessoas. Participaram o idealizador da Vela da Fé, Edson Cooper, e o prefeito de Almirante Tamandaré, Gerson Colodel. As celebrações em homenagem ao Dia de Finados também contou com uma procissão – trajetória chamada Caminho de Luz, coral musical, fogos de artifícios e food trucks.

Segundo a diretora do Cemitério Vaticano, é uma satisfação enorme ser recordista brasileiro por meio de um projeto que visa homenagear tantas pessoas. “É o reconhecimento de um trabalho feito para o próximo, sem fins lucrativos”, diz.

O cemitério fica na região metropolitana de Curitiba (PR) e tem 4,9 mil m² de área construída, distribuídos entre jazigos, ossuários individuais e futuramente capelas familiares, além de estacionamento com capacidade para até trezentos carros.

Estrutura ecologicamente correta
A vela gigante foi projetada para ser ecologicamente correta. O velário é preparado para fazer a coleta dos resíduos das velas convencionais. Abaixo das velas existe uma tela metálica para separar a parafina que eventualmente cai da área de acendimento. No fundo há uma gaveta com água que será retirada para reaproveitamento de resíduos. Além disso, o espaço foi feito para o uso de velas eletrônicas.

Conforme Mylena Cooper, ao criar um monumento histórico e recordista é preciso pensar no futuro e no impacto que ele irá gerar, não apenas para servir de exemplo, mas para realmente fazer a diferença ao poupar a natureza. Ela explica que isso é uma forma digna de participar da história do Brasil. “Se o meio ambiente for colocado como uma das prioridades nos projetos da empresa, com certeza vamos deixar um lugar melhor para a próxima geração”.

A diretora comenta ainda que o slogan do Cemitério Vaticano é ‘Respeito a quem vai. Respeito a quem fica. Respeito sempre’. “Não podemos esquecer que um dia nós vamos e o que deixamos para quem ficou”, finaliza.

Confira a galeria de imagens:
Maior monumento em forma de vela

Confira o vídeo: