Maior monumento em forma de vela

Medindo 18 metros de altura, recorde pertence ao Cemitério e Crematório Vaticano, de São José (SC)

10/06/2016
3323 Acessos
Imprimir
Maior monumento em forma de vela
Vela da Fé – como é chamada – foi criada para servir de memorial em homenagem às vítimas de Covid-19 no mundo / Foto: RankBrasil
O Cemitério e Crematório Vaticano, da cidade de São José (SC) quebra recorde junto ao RankBrasil em 2020 pelo Maior monumento em forma de vela. Criada para servir de memorial em homenagem às vítimas de Covid-19 no mundo, a Vela da Fé – como é chamada – foi inaugurada em 10 de junho e mede 18 metros de altura.

Diante da situação do país em relação ao coronavirus, a inauguração reuniu poucas pessoas, mas foi feita uma live para que todos os interessados pudessem acompanhar a cerimônia. Estiveram presentes os representantes do RankBrasil, Iolete Cadari e João Araujo, oficializaram a nova marca com entrega de troféu.

De acordo com Iolete, participar deste evento foi uma experiência incrível. “Este recorde representa a chama da fé, que devemos ter em cada um de nós para vencermos esse momento crítico e provarmos que somos mais fortes do que tudo isso”, destaca.

Segundo a diretora do Cemitério e Crematório Vaticano, Mylena Cooper, o objetivo é preservar a memória e trajetórias interrompidas pela doença. “Com a impossibilidade de poder velar os corpos dos entes queridos, a proposta é ajudar as famílias no processo do luto em um eterno velário e velório”, diz. “A vela, símbolo ecumênico, promete acender, todos os dias, luz em homenagens às vítimas de todo o mundo”, completa.

Feito em tijolo de vidro, o monumento tem iluminação variada para trazer um pouco de leveza e paz. A estrutura conta com som ambiente para tornar o momento de oração mais tranquilo, além de um velário que tem como proposta despertar a fé e oração dos visitantes.

A diretora conta que o projeto arquitetônico foi inspirado na simbologia do ato de acender velas como uma forma de enviar a intenção das pessoas para o plano espiritual. Uma placa cita o texto bíblico do profeta Jeremias: ‘Fossem meus olhos uma fonte de lágrimas sem fim e eu choraria noite e dia a memória dos mortos do meu povo’.

A construção também foi pensada para ser ecologicamente correta. Desta forma, o velário é preparado para fazer a coleta dos resíduos das velas convencionais: abaixo das velas existe uma tela metálica que separa a parafina que eventualmente cai da área de acendimento de velas. Além disso, o espaço foi projetado para o uso de velas eletrônicas.

“É tradição entre os brasileiros acender velas em cemitérios em homenagens aos seus entes ou para agradecer por graças recebidas. Por isso, o velário busca despertar a fé e oração dos visitantes. Para maior conforto, o local terá espaço com bancos, oratório e painel memorial”, destaca a diretora.

Conforme ela, pelo menos no Brasil, ao que se sabe, esta é a primeira estrutura física pensada em manter a memória dessas pessoas vivas. “A vela é um símbolo ecumênico no mundo inteiro, por isso essa homenagem é um alento em meio a tanta tristeza que estamos vivendo”, finaliza.

Cemitério e Crematório Vaticano
Com 840m² e um conceito ecológico, o cemitério possui um formato totalmente clean e procedimentos para a destinação dos restos mortais sem agredir o meio ambiente. Os jazigos possuem caráter ambiental, com gavetas produzidas com garrafas Pet, caixas de leite e outros materiais recicláveis, além da linha de descontaminação.