Primeiro brasileiro a integrar a Orquestra Filarmônica de Berlim

Em junho de 2012, violinista entrou para o seletíssimo grupo. Também foi a primeira aprovação por unanimidade na história da orquestra

04/01/2013
3628 Acessos
Imprimir
Primeiro brasileiro a integrar a Orquestra Filarmônica de Berlim
Luíz Filíp foi aprovado por unanimidade para compor a orquestra - Imagem: divulgação
Luíz Filíp, que entra para o RankBrasil, foi o primeiro brasileiro a integrar a Orquestra Filarmônica de Berlim, na Alemanha, considerada por críticos e especialistas a melhor do mundo.

Em junho de 2012, ele foi aprovado por unanimidade para compor o seletíssimo grupo. O artista toca em um violino Lorenzo Storioni, do ano de 1774, pertencente ao governo alemão.

Os testes para a Filarmônica de Berlim são considerados dos mais difíceis da música clássica e a aprovação por unanimidade foi a primeira na história da orquestra, mostrando o preparo e o talento do brasileiro, que tem sua vida dedicada à carreira musical.

O recordista tem 27 anos e é natural de Campos do Jordão – SP. Ele começou os estudos de violino aos quatro anos de idade, na Escola Fukuda de São Paulo, onde teve aulas até os 16 anos. Depois, com bolsa de estudos, partiu para a Alemanha com o objetivo de continuar sua formação.

Na Universidade UdK-Berlin, ele concluiu a pós-graduação com distinção, e aperfeiçoou-se na Universidade de Música sueca Pitea. Um dos mais jovens e respeitados instrumentistas do Brasil, Luíz Filíp fez carreira internacional, com apresentações regulares em cidades como Berlim, Roma – Itália, Tóquio – Japão, Paris – França e Tel Aviv – Israel.

Convite especial
Premiado no Brasil, na Suíça e na Alemanha, no ano de 2009, o recordista recebeu um convite especial do governo alemão. Ele realizou uma apresentação musical no Palácio Bellevue, durante o encerramento da visita oficial do então presidente Luiz Inácio Lula da Silva à Alemanha.


Fontes: G1 Sergipe, Instituto Pensarte e Revista Veja BH
Redação: Fátima Pires