Primeiro brasileiro a integrar o coral do Vaticano

Na época com 11 anos, o menino passou por uma rigorosa seleção. Sua participação mais especial no coro aconteceu na Missa do Galo de 2008

24/12/2012
8187 Acessos
Imprimir
Primeiro brasileiro a integrar o coral do Vaticano
Para participar do coro, José Carlos passou por uma rigorosa seleção que durou quase um ano - Imagem: divulgação
José Carlos Ferrari Neto, que entra para o RankBrasil, foi o primeiro brasileiro a integrar o Coro Capela Sistina do Vaticano, na Itália, um dos mais antigos e respeitados do mundo.

Para participar, o menino, na época com 11 anos de idade, passou por uma rigorosa seleção que durou quase um ano. Sua participação mais especial no coral aconteceu na Missa do Galo - em celebração do Natal - ministrada pelo papa Bento 16, em 24 de dezembro de 2008, na Basílica de São Pedro.

Realizada nas paróquias católicas por toda a Itália, a prova para o ingresso ao Coro do Vaticano contou com testes de canto e percepção musical, além de exames de fonoaudiologia em busca de algum problema de dicção dos candidatos.

Na seleção, o brasileiro apresentou um repertório com músicas em português, inglês, italiano e francês, ultrapassando o limite de agudo exigido graças a uma extensão vocal privilegiada. Com o coral, ele já se apresentou em diversas regiões da Itália e também na Alemanha.

‘Neto’, como o recordista é chamado em sua casa, nasceu em Fortaleza – CE e se mudou com a família para Bari, na Itália, em 2006. O pai, que é regente de coral e pianista, havia sido convidado para um intercâmbio no país.

O coral do Vaticano
O Coro da Capela Sistina do Vaticano é formado por 20 adultos e 35 crianças. Na adolescência, por causa da mudança de voz, os integrantes são afastados, mas continuam a estudar na mesma escola de música. Depois de crescidos, eles se submetem a novos testes para permanecer no coral.


Fonte: BBC Brasil
Redação: Fátima Pires