Atleta com mais títulos mundiais no mergulho em apnéia

Recorde é da mergulhadora Karol Meyer, que já ficou debaixo d’água, sem respirar, durante 18 minutos e 32 segundos

01/03/2012
4122 Acessos
Imprimir
Atleta com mais títulos mundiais no mergulho em apnéia
Karol Meyer ficou debaixo d´água durante mais de 18 minutos - Imagem: divulgação Karol Meyer
A mergulhadora Karol Meyer, que entra para o RankBrasil em 2012, é a Atleta que conquistou maior número de títulos mundiais na história desportiva do país.

Ao todo são sete conquistas de mergulho em apnéia. Um dos destaques é o recorde mundial atestado pelo Guinness World Records, em 2009, quando a atleta ficou debaixo d’água, sem respirar, durante 18 minutos e 32 segundos.

Karol Meyer também é a primeira mergulhadora em apnéia do mundo a tocar no naufrágio da Corveta Ipiranga, em Fernando de Noronha – PE, um dos mais famosos do Brasil.

A façanha aconteceu em 2003, com a marca de um minuto e 38 segundos, em um mergulho de 46 metros de profundidade. Na sequência a atleta realizou outra descida, tocando na parte inferior do naufrágio, em uma profundidade de 63 metros.

Entre as emoções experimentadas no esporte, a recordista e aventureira destaca um momento de lazer na cidade de Garopaba – SC, quando foi cercada e acompanhada por uma baleia franca, durante horas.

Na esfera competitiva, Karol Meyer lembra a chegada aos 121 metros de profundidade, recorde conquistado em Bonaire. “O silêncio, o tom de azul escuro do mar e uma imensa sensação de paz que senti ao tocar no fundo, ficarão gravados para sempre”, compartilha.

Em relação aos momentos difíceis de sua carreira, a recordista comenta a perda de amigos, que sofreram acidentes em mergulhos extremos, em treinos ou tentativas de recorde: “É preciso repensar tudo, compreender, revisar normas de segurança e seguir adiante”.

Segundo ela, “é justamente o respeito às regras de segurança, aliado ao treinamento e à vontade/ motivação que são o segredo do sucesso”. Além de mergulhar, Karol Meyer também gosta de pedalar, correr, nadar e praticar yoga e pilates. “Procuro equilibrar as atividades”, explica.

Depois de tanto esforço e vários títulos mundiais, a atleta acredita que entrar para o RankBrasil é um reconhecimento máximo por suas conquistas: “Apesar de ser um esporte de extremo risco e dificuldades, consegui me destacar entre todas as demais modalidades esportivas, o que é uma honra”.

Paixão pelo mergulho e início da carreira
Natural de Recife – PE, desde criança Karol Meyer mergulhava por lazer, sem medir tempo ou profundidade. “O mergulho é fascinante. Debaixo d’água podemos nos mover de forma tridimensional, como se voássemos. Além disto é possível visitar um mundo cheio de novos e encantadores seres”, diz.

Somente aos 28 anos, quando realizou uma apnéia na piscina de um clube, a recordista resolveu pesquisar sobre o assunto. “Já tinha visto o filme ‘Imensidão Azul’ e sabia que havia algo na Europa”, lembra.

Após pesquisas, ela descobriu a AIDA, uma associação esportiva internacional: “Passei a treinar e registrar recordes em apnéia. De início foram nacionais, depois sul-americanos, pan-americanos, até chegar aos recordes mundiais”.

Apaixonada pelo esporte, a atleta dá uma importante dica para quem quer praticar a atividade. “Para mergulhar é preciso mais do que um pulmão, é preciso coração e espírito abertos”, revela. “A água nos faz relaxar, proporcionando um contato direto com a natureza e com nós mesmos”, completa.



A recordista
Além de hepta recordista mundial de mergulho em apnéia, Karol Meyer é aventureira, palestrante, instrutora de yoga e de mergulho, e defensora dos mares, atuando como Madrinha do Projeto Baleia Franca e Embaixadora do mar pela SeaShepherd.

Paralelamente, ela trabalha na Caixa Econômica Federal e diz conseguir conciliar todas as atividades, o que também é um mérito da atleta. “Sempre tive a compreensão, carinho e auxílio dos colegas e também dos superiores”, agradece.

Outras conquistas
Além de títulos mundiais, Karol Meyer já venceu 13 competições internacionais e sete nacionais, conquistando dois recordes continentais, 31 sul-americanos e oito nacionais.

Prêmios
Karol Meyer também recebeu diversos prêmios nacionais e internacionais:
– Top of Quality Award 2011 – Ordem dos Parlamentares do Brasil
– Prêmio OUTSIDER – ‘Melhores atletas aventureiros’, em 2009, pela Revista GoOutside
– Medalha Julio De Lamare 2008 – Confederação Brasileira de Atividades Aquáticas
– Prêmio Internacional – ‘World´s Absolute Freediver Awards’, Icare Trophie
– Prêmio Internacional – ‘Best Female Freediver’, em 2007’, Icare Trophie
– Prêmio Internacional – ‘Special ICARE’m pela completa carreira no esporte
– Prêmio Internacional – ‘Best Coach’, em 2006
– Prêmio OUTSIDER – ‘Melhores atletas aventureiros’, em 2006 , pela Revista GoOutside
– Prêmio Personalidade do Ano - Revista Mergulho, em 2000/ 2001
– Atleta TOP 3 – AIDA Internacional


Títulos mundiais
nome do evento país categoria ano marca
Campeonato Internacional de Apnéia França Apnéia Estática 1999 5min49s
Campeonato Mundial de Apnéia Egito Apnéia Estática 1999 6min2s
Tentativa de Recorde Mundial EUA Apnéia Estática 2001 6min13s
Tentativa de Recorde Mundial EUA No Limits Feminino (Dupla) 2001 91m profundidade
Recorde Mundial Guinness Book TM Brasil Apnéia Estática (preparação O2) 2009 18min32s
Skandalopetra Games (Open) Grécia Skandalopetra 2010 61,5m profundidade
Tentativa de Recorde Mundial Bonaire No Limits Feminino (Misto) 2011 121m profundidade

Redação: Fátima Pires


Algumas citações na mídia:
BandRS
Cruzeiro do Vale
Jornal de Caruaru
Macaé News
Jornal das Montanhas
Jornal Local
Força Jovem
Correio de Colider