Brasileiro com menor tempo na natação da paraolimpíada

Exemplo de vida, Daniel de Faria Dias mostra paixão pela água

18/09/2008
10890 Acessos
Imprimir
Brasileiro com menor tempo na natação da paraolimpíada
Daniel de Faria Dias, maior nome brasileiro na Paraolimpíada de Pequim de 2008, conquista os recordes de natação nas categorias 100m e 200m livre, 100m costas e 200m medley, com o tempo de 2min52s60. O atleta também é o recordista de medalhas do Parapan, com oito de ouro.

Na segunda posição dos 200m medley, com a medalha de prata, ficou o chinês Junquan He, com 3min00s92, mais de oito segundos atrás do brasileiro. O medalhista de bronze foi Pablo Cimadevila, da Espanha, completou a prova com a marca de 3min01s58.

No Mundial de Natação do IPC, em 2006, Daniel foi ouro nos 200m medley, estabelecendo novo recorde mundial, ouro nos 100m livre e prata nos 50m borboleta e 50m costas. No revezamento 4×50m medley, também conquistou medalha de ouro.

O recordista
Aos 16 anos, Daniel descobriu sua paixão pela água. Aos 20, tornou-se mundialmente conhecido pelas suas conquistas. A má formação congênita dos membros superiores e da perna direita não impediu o campeão de desenvolver suas habilidades na natação. A marca desse grande nadador é o sorriso e seu bom humor.

Jogos Paraolímpicos
Os primeiros Jogos Paraolímpicos (Paraolimpíada) foram realizados em 1960, em Roma. Da mesma forma que o Parapan é a versão dos Jogos Pan-Americanos para atletas com deficiências físicas, visuais ou mentais, os Jogos Paraolímpicos é a versão dos Jogos Olímpicos para atletas com essas deficiências.

A natação é a segunda modalidade que mais deu medalhas ao Brasil em Jogos Paraolímpicos, perdendo apenas para o atletismo. Em toda a história, o esporte conquistou 50 (11 de ouro, 16 de prata e 23 de bronze) das 139 medalhas brasileiras na competição.


Redação: RankBrasil
Revisão: Fátima Pires