Treinamento em ressuscitação cardiopulmonar terá + de 5 mil alunos

Mutirão, que ocorre paralelamente ao 36° Congresso da SOCESP, pode bater recorde brasileiro. Representante do RankBrasil estará presente no desafio

28/05/2015
6804 Acessos
Imprimir
Treinamento em ressuscitação cardiopulmonar terá + de 5 mil alunos
Treinamento em ressuscitação cardiopulmonar será realizado no ´boneco Guizinho´ / Foto: Carla Nolasco / Arquivo SOCESP
A SOCESP – Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo – promove no dia 6 de junho um mutirão de treinamento em ressuscitação cardiopulmonar que promete ser o maior do país. O evento acontece no Transamérica Expo Center, em São Paulo (SP), paralelamente ao 36° Congresso da SOCESP.

A atividade tem o apoio da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo, da Pfizer e do Corpo de Bombeiros, e vai reunir mais de 5 mil alunos de escolas públicas, a partir dos 11 anos de idade. O representante do RankBrasil, Luciano Cadari, estará presente para acompanhar o desafio.

Os estudantes serão transportados até o Transamérica em 45 ônibus. No ‘Pavilhão A’, eles assistirão a vídeos sobre saúde do coração, a uma peça de teatro preparada por estudantes de Medicina e a apresentações do Corpo de Bombeiros. O treinamento prático com a massagem cardíaca será realizado no ‘boneco Guizinho’ – elemento essencial ao sucesso da iniciativa.

De acordo com a SOCESP, o objetivo do mutirão é salvar vidas através da disseminação de informações sobre primeiros socorros e identificação de sintomas, considerando que as doenças cardiovasculares são a principal causa de mortes no Brasil: são cerca de 350 mil óbitos por infarto todos os anos, e metade das vítimas falece em até uma hora a partir da manifestação dos primeiros sinais.

Ainda segundo a Sociedade de Cardiologia, as chances de sobrevivência são quatro vezes maiores quando o infartado está perto de alguém capaz de reconhecer os sintomas, de pedir socorro ao serviço adequado (SAMU ou Corpo de Bombeiros) e, principalmente, de iniciar as compressões torácicas (RCP – ressuscitação cardiopulmonar). A mortalidade do infarto varia de 8 a 30%, conforme a assistência prestada.


‘Guizinho’ é feito com uma garrafa pet tampada e cheia de ar, e outros materiais reciclados, como a camiseta velha que dá forma ao seu “corpo” e demais elementos utilizados para preenchê-la / Foto: Carla Nolasco / Arquivo SOCESP

Sobre o ‘Guizinho’
Os bonecos usualmente empregados neste tipo de treinamento custam cerca de 50 dólares cada, podendo ser usados no máximo seis vezes. Para viabilizar a atividade em massa, a solução encontrada foi o ‘Guizinho’, nome dado em homenagem ao seu criador, o médico cardiologista e membro da SOCESP, Agnaldo Pispico.

Trata-se de um boneco feito com uma garrafa pet tampada e cheia de ar, cuja pressão fica idêntica à do tórax humano. O ‘Guizinho’ também é feito de outros materiais reciclados, como a camiseta velha que dá forma ao seu “corpo” e demais elementos utilizados para preenchê-la.

Conforme a SOCESP, testes com 200 alunos em Araras (SP) mostraram que o treino efetuado com o ‘Guizinho’ é 40% mais eficaz do realizado com os tradicionais manequins importados. Agora, as escolas envolvidas no projeto estão produzindo “Guizinhos” em oficinas de arte. A ideia é que os participantes do treinamento levem seus próprios bonecos e depois voltem com eles para suas casas, onde replicarão o conhecimento obtido.

36° Congresso da SOCESP
Com o tema ‘Cardiologia Interdisciplinar – Integrando o Humano pelo Coração’, o evento acontece entre os dias 4 e 6 de junho, e terá a participação de especialistas brasileiros e de outros países como a Itália, Estados Unidos, África do Sul e Reino Unido.

Na oportunidade será lançado livro com caso real de um homem jovem que sobreviveu ao infarto. Outro lançamento inédito é um estudo epidemiológico com dados concretos sobre as doenças cardíacas no Estado de São Paulo: cardiopatias são as principais causas de óbito na população paulista. Mais informações sobre o congresso podem ser obtidas no site www.socesp2015.com.br.

Transamérica Expo Center
Av. Dr. Mário Villas Boas Rodrigues, 387
Santo Amaro - CEP 04757-020
Acesso pela Av. das Nações Unidas (Marginal Pinheiros), Ponte Transamérica


Redação: Fátima Pires