Maior número de medalhas da ginástica artística em uma Olimpíada

Na modalidade, Brasil subiu três vezes ao pódio nos Jogos do Rio, com Diego Hypólito, Arthur Nory e Arthur Zanetti

5683 Acessos
Imprimir
Maior número de medalhas da ginástica artística em uma Olimpíada
Nas Olimpíadas do Rio de Janeiro, Brasil fez história ao conquistar três medalhas na ginástica artística / Foto: Alexandre LoureiroExemplusCOB
Nos Jogos do Rio de Janeiro (RJ), em 2016, o Brasil conquistou o Maior número de medalhas da ginástica artística em uma Olimpíada, com três, fazendo história na modalidade.

No solo, Diego Hypólito ganhou a prata e Arthur Nory obteve o bronze, resultando também no primeiro pódio duplo brasileiro na ginástica artística olímpica. A outra medalha veio com Arthur Zanetti, com a prata nas argolas.

Em equipe, os ginastas do país ficaram com a sexta colocação geral. Além das conquistas desta edição do evento, o Brasil só havia obtido medalha na ginástica artística nos Jogos de Londres, em 2012, com o ouro de Arthur Zanetti também nas argolas.

Diego Hypólito
Nascido em Santo André (SP), em 19 de junho de 1986, Diego Matias Hypólito é bicampeão mundial no solo (2005 e 2007). Nos Jogos Pan-Americanos do Rio de Janeiro (2007) conquistou ouro no solo e no salto, e em Guadalajara (2011) ganhou a medalha dourada no solo, no salto e em equipe.

O ginasta ainda possui no solo uma medalha de prata e duas de bronze em campeonatos mundiais, além de três pratas em Pan-Americanos (uma no salto e duas em equipe).

Diego também participou das Olimpíadas de Pequim (2008) e Londres (2012). Na edição chinesa caiu em sua série de solo e encerrou em sexto lugar. Nos Jogos da Inglaterra, também no solo, caiu nas classificatórias e não disputou a final.

Arthur Zanetti
O ginasta Arthur Nabarrete Zanetti nasceu em 16 de abril de 1990, em São Caetano do Sul (SP), e é atleta das Forças Armadas. Foi o primeiro brasileiro a conquistar medalha olímpica na ginástica artística.

Entre outras conquistas, em campeonatos mundiais possui ouro nas argolas em Antuérpia (2013), e prata em Tóquio (2011) e em Nanning (2014). Em Pan-Americanos ganhou dois ouros: nas argolas em Toronto (2015), e em equipe, na cidade de Guadalajara (2011). No Pan, ele também obteve prata em Toronto (equipe) e Guadalajara (argolas).

Arthur Nory
Arthur Nory Oyakawa Mariano nasceu em Campinas (SP), em 18 de setembro de 1993, e também é atleta das Forças Armadas. Além do bronze olímpico, possui a prata em equipe nos Jogos Pan-Americanos de Toronto, e a prata no individual geral, na Copa do Mundo de Glasgow, na Escócia (2016).