Dança com maior números de bambolês

Thatiana Rocha bate o próprio recorde ao dançar com 22 bambolês no programa ´A casa é sua´

13/03/2007
13895 Acessos
Imprimir
Dança com maior números de bambolês
Da cidade de São Paulo - SP, Thatiana Rocha entra novamente para o RankBrasil superando o próprio recorde, ao dançar com 22 bambolês ao mesmo tempo.

O título foi conquistado em 2007, no programa da Rede TV ´A casa é sua´. Conhecida como a ´Rainha dos Bambolês´, Thatiana conseguiu superar sua última marca.

A apresentadora do programa, Leonor Correa, ficou impressionada com a façanha e até tentou acompanhar a recordista, mas preferiu que a garota mostrasse a todos a sua habilidade.

Thatiana fez com que todos caíssem na dança. Até Gretchen, a ´Rainha do Rebolado´, ganhou umas aulas da menina. No final da apresentação, ela deixou no ar a vontade de se tornar uma artista completa.

´Rainha dos Bambolês´
Em 2003, a ´Rainha dos Bambolês´, com então 11 anos, foi certificada pelo RankBrasil por ser a primeira criança brasileira a dançar, com velocidade espantosa, utilizando 20 bambolês ao mesmo tempo. Ela já esteve em mais de 100 programas televisivos mostrando seu talento e as peripécias feitas com bambolês.

Em suas apresentações, Thatiana dá um brilhantismo às músicas através de sua dança, inclusive o samba. Ela faz isso com muita rapidez, movendo os bambolês da cintura para o pescoço e do pescoço para as mãos.

Faz o bambolê ir até a canela e depois para o joelho, joga-o para os pés e dos pés para as mãos, roda-os na diagonal, dança de olhos vendados com até 10 bambolês e assim, vai criando inúmeras coreografias.

Thatiana já desfilou sambando com bambolê por quatro vezes e para um público de 30 mil pessoas no Sambódromo de São Paulo. Também desfilou na Rosas de Ouro (2000 e 2001), na X9 (2000) e na Águia de Ouro (2003), onde ficou conhecida como ´Rainha do Bambolê´.

Contribuição para a ginástica rítmica
Foi Thatiana quem inventou o movimento de jogar os bambolês da cintura para o pescoço, no sentido antigravitacional, sem tocá-los com as mãos. Desta forma, ela revolucionou a ginástica rítmica no Brasil, dando dinamismo, vivacidade e beleza.

Suas criações não param por aí: recentemente criou um movimento que chega perto do impossível: jogar o bambolê do joelho para a cintura sem tocar as mãos.

O início da dança
Aos cinco anos, a recordista viu o Grupo ´É o Tchan´ dançando a música ´Bambolê´ e pediu para sua mãe um bambolê de presente de Natal.

"Comecei imitando as dançarinas, observando-as na TV e assim aprendi a dançar a primeira música com bambolê. Na época meus pais se separaram e Deus despertou em mim o desejo de dançar com bambolê. Agradeço ao Papai do Céu por ter me ajudado, em um momento muito difícil da minha vida”, conta.

O sonho de uma recordista
O sonho de Thatiana é se tornar uma grande artista e fazer com que o bambolê volte a ser fabricado para que as crianças do Brasil dancem com toda criatividade proporcionada pelo objeto.


Redação: RankBrasil
Revisão: Fátima Pires