Maior campeonato de xadrez em comunidade agrícola

Com 135 participantes, recorde é de Maria Mendonça, distrito de Trajano de Moraes – RJ

17/09/2011
4149 Acessos
Imprimir
Maior campeonato de xadrez em comunidade agrícola
Acervo: RankBrasil
Maria Mendonça, distrito de Trajano de Moraes – RJ, comemora o sucesso do Maior campeonato de xadrez em comunidade agrícola, que em 2011 entra para o RankBrasil.

Em uma área rural, que tem um total de 800 habitantes, os organizadores do evento conseguiram reunir 135 participantes, de ambos os sexos, entre 9 e 67 anos de idade.

“É espetacular entrar para o RankBrasil e fazer parte do cenário nacional através do jogo de xadrez, que desenvolve o raciocínio de crianças e adultos”, comemora o idealizador do recorde e presidente do Clube de Xadrez Trajano de Moraes, Nilton Riguetti.

Segundo ele, além de destacar o nome de Maria Mendonça pela excelência na prática do xadrez escolar, o campeonato teve por objetivo incentivar os moradores da região a praticarem o jogo, que contribui para o desenvolvimento intelectual das pessoas.

Pela conquista, Nilton agradece aos alunos do projeto Xadrez Escolar, que além de participarem jogando, ajudaram na organização. “Eles realmente vestiram a camisa do evento”, conta. O presidente ainda adianta que no próximo ano, a intenção é a superação do próprio recorde.

Para o registro no RankBrasil, a fiscal Camila Geliane de Cristo acompanhou o evento, contando o número de participantes e verificando as tabelas dos jogos.

Os organizadores premiaram os três primeiros colocados de cada categoria e durante o campeonato diversos brindes também foram sorteados entre os jogadores.

25 anos de xadrez
Antonio Alves da Costa é o jogador mais velho do campeonato. Ele conta que aprendeu xadrez no colégio há 25 anos e afirma que o jogo faz dos jovens mais responsáveis. “O xadrez exige bastante do pensamento e as pessoas que praticam ficam menos volúveis”, afirma.

O jogador ainda diz que o campeonato foi muito bom, algo diferente na cidade, que serviu de incentivo, principalmente aos iniciantes. “Este jogo é recomendável para pessoas de todas as idades. Não podemos deixar o cérebro burro, pelo contrário, devemos manter a cabeça sempre ativa”, completa.

Redação: Fátima Pires

Algumas citações na mídia:
União Dos Jovens Trajanenses