Hebe Camargo vai deixar saudades

Apresentadora, que é considerada a rainha da televisão brasileira, morreu em São Paulo no último sábado, aos 83 anos de idade

01/10/2012
3130 Acessos
Imprimir
Hebe Camargo vai deixar saudades
Hebe Camargo vai deixar saudades entre os fãs. A apresentadora, que é considerada a rainha da televisão brasileira, faleceu no último sábado (29), aos 83 anos.

Ela lutava contra o câncer desde 2010 e morreu após sofrer uma parada cardíaca, ao se deitar para dormir. Hebe ficou internada pela última vez em agosto, por quase duas semanas.

Nos últimos dois anos, a apresentadora passou por cirurgias e tratamentos contra a doença. O velório aconteceu no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo do Estado de São Paulo, no Morumbi. O sepultamente foi feito no cemitério Gethsemani, também na capital paulista.

Com mais de 60 anos de carreira, Hebe era uma das apresentadoras mais idosas da televisão brasileira. Tinha um estilo próprio de entrevistar as pessoas e se tornou popular com a expressão ‘gracinha’ usada para elogiar convidados, além dos selinhos nos entrevistados.

Em 1950, ela participou da primeira transmissão ao vivo de televisão no país, pela TV Tupi, desenvolvendo trabalhos em quase todas as emissoras do Brasil. Em 1966, estreou uma atração dominical na TV Record. Dez anos depois apresentou programa na TV Bandeirantes.

No ano de 1986 passou para o SBT, onde ficou por 24 anos. Na emissora, apresentou os programas ‘Hebe’, ‘Hebe por elas e fora do ar’, além de participar do ‘Teleton’ e em especiais humorísticos. Em março de 2011, a apresentadora estreou na Rede TV, onde ficou até setembro de 2012, quando acertou retorno ao SBT.

Carreira de sucesso
Hebe Camargo nasceu em 1929, em Taubaté – SP. Além de apresentadora, já atuou como atriz e cantora. Na TV, participou de trabalhos destaques como ‘Elas cantam Roberto’ e ‘TV ano 50’ (Globo); ‘Escolinha do Golias’ e ‘Hebe’ (SBT); e ‘O profeta’ e ‘TV na taba’ (TV Tupi).

No cinema, ela atuou em diversos filmes, entre eles, ‘Xuxa e o mistério da feiurinha’, ‘Coisa de mulher’ e ‘Zé do Periquito’. Na música, gravou ‘Hebe mulher’, ‘As mais gostosas da Hebe’, ‘Maiores sucessos’, entre outros.


Redação: Fátima Pires