Maior número de títulos carnavalescos

José Benedito Fernandes dos Reis é reconhecido oficialmente pelo RankBrasil. Ele foi 10 vezes campeão do Carnaval de Guaratinguetá - SP, entre os anos de 1994 e 2004

28/09/2012
5721 Acessos
Imprimir
Maior número de títulos carnavalescos
Foto: Arquivo pessoal - José Benedito Fernandes dos Reis
O paulista José Benedito Fernandes dos Reis, conhecido como Dunga do Cavaco, recebe o reconhecimento oficial do RankBrasil em 2012, pelo recorde de Maior número de títulos carnavalescos do país em menor tempo.

Entre os anos de 1994 e 2004, o recordista conquistou 10 títulos no Carnaval de Guaratinguetá, interior de São Paulo. Pela Escola Unidos da Tamandaré, foi campeão como músico e diretor musical, nos anos de 1994 e 2000.

Em 1995, 1996, 1999 e 2004, Dunga do Cavaco obteve o primeiro lugar pela Escola Embaixada do Morro, como músico cavaquinista e diretor musical. O paulista ainda foi campeão pela Escola de Samba Acadêmicos do Campo do Galvão, atuando como músico instrumentista de cavaquinho, nos anos de 1998, 2001, 2002 e 2003.

“O título junto ao RankBrasil é muito especial”, destaca o compositor. Segundo ele, é extremamente difícil para um morador de cidade do interior receber destaque nacional no samba. “É muito gratificante, é o reconhecimento de anos de trabalho”, comemora.

Os desfiles de Guaratinguetá são realizados anualmente pela Prefeitura Municipal, através da Secretaria Municipal de Turismo e Lazer. Participam todas as escolas de samba filiadas à OESG (Organização das Escolas de Samba de Guaratinguetá – SP).

Agradecimentos
Pela conquista brasileira, o recordista agradece primeiramente o conterrâneo ‘Seu Romão’: “Ele me ensinou os primeiros passos do cavaquinho, além de ser o responsável pelo apelido Dunga do Cavaco, que virou um diferencial entre os carnavalescos”.

O paulista também presta agradecimentos a todas as escolas de samba que o receberam e a seus presidentes, “por acreditarem no meu trabalho”. Ele ainda faz um agradecimento especial à sua família, “que sempre me apoio em todos os momentos”.

Títulos do recorde
Ano Escola
1994 Grêmio Recreativo Cultural Unidos da Tamandaré
1995 Associação Recreativa Cultural Embaixada do Morro
1996 Associação Recreativa Cultural Embaixada do Morro
1997 Não houve desfile na cidade
1998 Grêmio Recreativo Cultural Acadêmicos do Campo do Galvão
1999 Associação Recreativa Cultural Embaixada do Morro
2000 Grêmio Recreativo Cultural Unidos da Tamandaré
2001 Grêmio Recreativo Cultural Acadêmicos do Campo do Galvão
2002 Grêmio Recreativo Cultural Acadêmicos do Campo do Galvão
2003 Grêmio Recreativo Cultural Acadêmicos do Campo do Galvão
2004 Associação Recreativa Cultural Embaixada do Morro
Carreira
Dunga do Cavaco nasceu em Guaratinguetá em 10 de novembro de 1971 e começou seu trabalho musical e carnavalesco em 1987. Em 25 anos de carreira, em sua cidade natal e região, foi 20 vezes campeão do Carnaval e coleciona a conquista em concursos de 40 sambas-enredo, além de 18 estandartes de ouro – prêmio para os destaques dos desfiles das escolas de samba.

Atualmente o compositor é professor de música, produtor musical, além de trabalhar com gravação de áudio. Por seu talento indiscutível, é considerado um dos sambistas de maior destaque no Carnaval do Vale da Paraíba – região que abrange o leste do Estado de São Paulo e o sul do Estado do Rio de Janeiro.

Participações especiais
Além de competir no Carnaval de Guaratinguetá e região, Dunga do Cavaco participou do Grupo Especial de São Paulo em 2009, pela Escola de Samba X9 Paulistana, na ala de compositores. Antes disto, em 2002, desfilou como primeiro cavaquinista da Escola de Samba União da Ilha do Governador, no Grupo de Acesso do Rio de Janeiro.

Cavaquinho
O paulista conheceu o cavaquinho quando ingressou na música, por ser o instrumento mais usado no samba. Ele se identificou com o equipamento musical pela grande utilização em melodias – que é a especialidade do recordista – além de se encaixar em diversos tipos de canção, entre elas, chorinho, seresta, marchinhas, samba e pagode.

A voz da experiência
Por sua longa experiência na área, Dunga do Cavaco define a palavra Carnaval mostrando duas vertentes: “Como folia significa alegria do povo. Do ponto de vista das escolas de samba quer dizer muito trabalho, empenho e competência”.


Redação: Fátima Pires

Algumas citações na mídia:
A Voz Da Serra
Rota Do Samba