Por recorde, ultramaratonista pretende correr mais de 400 km em 72 horas

Desafio acontece entre 17 e 20 de agosto, na cidade de Brodowski (SP). Representante do RankBrasil estará presente

14/08/2017
2083 Acessos
Imprimir
Por recorde, ultramaratonista pretende correr mais de 400 km em 72 horas
Para conquistar o recorde de Maior percurso em pista de atletismo, Arison Silva deve correr mais de 400 km em 72 horas / Foto: Arquivo recordista
O ultramaratonista Arilson Silva, mais conhecido como Ariman, deve correr mais de 400 km em 72 horas, para alcançar o recorde brasileiro de Maior percurso em pista de atletismo. A prova acontece no Ginásio Municipal Vicente Quercia, na cidade de Brodowki (SP).

Ariman vai começar às 10 horas de 17 de agosto, com previsão de término para as 11 horas do dia 20. O representante do RankBrasil, Luciano Cadari vai acompanhar o desafio. A corrida acontece na área externa do ginásio e estão previstas ao todo 15 pausas para troca de roupa, idas ao banheiro, alimentação e assistência médica.

Natural de Altinópolis (SP), o desafiante entrou para o atletismo há apenas um ano e oito meses, após viver 30 anos no mundo do alcoolismo e das drogas. Além de várias competições pequenas, já correu 100 km em 14h, 166 km em 24h e 320 km em 48h. “Percebi que tenho condições de correr mais tempo e então lancei o desafio das 72 horas”, conta.

Além de correr várias horas por dia, o paulista treina em academia e ainda faz natação. Nos dias da prova, ele vai contar com toda uma logística e estrutura de apoio, estando à sua disposição médico, fisioterapeuta, massagista, entre outros profissionais.

Das drogas para o atletismo
Depois de 30 anos envolvido com alcoolismo e drogas, o desafiante resolveu mudar de vida. “Percebi que tinha muita resistência e uma boa recuperação muscular, e então comecei a fazer estes desafios longos”, comenta.

Atualmente aos 47 anos, Ariman afirma que nestes 20 meses já percorreu 14.760 km entre treinos, ultramaratonas e competições pequenas “Toda vez que sentia vontade de usar drogas eu corria, durante o dia, à noite ou de madrugada”, revela. Entre suas vitórias, ele coleciona mais de 40 medalhas e vários troféus. “Tudo conquistado com muito preparo e dedicação”, finaliza.