Quadro feito com maior número de pregos

Recorde pertence ao artista de Volta Redonda (RJ), Oswaldo Fernandes, que criou uma obra linear com 6,1 mil objetos pontiagudos

07/02/2017
3870 Acessos
Imprimir
Quadro feito com maior número de pregos
Oswaldo Fernandes bate recorde junto ao RankBrasil com obra linear contendo 6,1 mil pregos / Arquivo recordista
O artista da cidade de Volta Redonda (RJ), Oswaldo Fernandes entra para o RankBrasil em 2017 pelo recorde de Quadro feito com maior número de pregos.
A obra linear possui 6,1 mil objetos pontiagudos, pregados estrategicamente na madeira para junto com as linhas formarem as imagens. O trabalho nomeado ‘Todas as técnicas do artista’ foi feito em 2014 e ficou pronto em quatro meses.

De acordo com o recordista, que desenvolve a arte há 42 anos, o grande obstáculo é justamente a colocação dos pregos. “Exige cuidado, técnica e muita paciência”, revela. Com 12 quadros prontos, conta que a maior parte de suas obras vem da própria imaginação. “Tenho certeza que sou iluminado por Deus. Muitas vezes penso em algo que gosto e tento fazer: quase sempre dá certo”.

Oswaldo afirma que este ofício é um misto de satisfação em sua vida e entrar para o RankBrasil representa o início de um sonho. O artista ficou surpreso ao saber que seu quadro de arte linear foi reconhecido como o maior do Brasil em quantidade de pregos. “Esta obra contém todas as técnicas que já fiz nos últimos dez anos”, destaca.

A primeira exposição do recordista, que segundo ele foi a primeira em arte linear da região sul do estado do Rio de Janeiro, aconteceu em novembro de 2016, na Câmara Municipal Legislativa de Volta Redonda. Oswaldo tem possibilidade de mostrar seu trabalho no centro cultural Zélia Arbex, também em sua cidade, mas seu grande sonho é ter a oportunidade de divulgar suas obras em programas de televisão de canal aberto.

Técnica adquirida na década de 70
Aos 54 anos, o artista ainda é condutor socorrista. A técnica com pregos foi adquirida em 1974, na adolescência. Tudo começou na Escola Estadual Barão de Mauá, localizada em Volta Redonda. “Aprendi as técnicas para iniciar esse aprendizado durante a disciplina de Artes, que era lecionada pela professora Marilda Lima”, comenta.

“Dez anos depois encontrei uma folha com o processo e decidi colocá-lo em prática”, lembra. Por motivos particulares, em 1998 ele foi obrigado a interromper sua arte. No ano de 2014, Oswaldo ficou desempregado, voltou a criar os quadros aprimorando sua experiência e assim começou a expor suas obras e a ficar conhecido.

Algumas citações na mídia:
News Rondônia
Jornal Floripa
O PovoRo
Correio de Notícia
Folha Geral
Ouro Preto
Jornal Folha de Sabará
Site Barra
Olho Vivo