Primeiro brasileiro a comandar a OMC

Pela primeira vez um latino-americano é eleito para um mandato de quatro anos na Organização Mundial do comércio

08/05/2013
3259 Acessos
Imprimir
Primeiro brasileiro a comandar a OMC
Imagem: divulgação
O diplomata brasileiro Roberto Azevêdo entra para o RankBrasil em 2013 como o primeiro brasileiro eleito diretor-geral da Organização Mundial do Comércio (OMC), órgão máximo do comércio internacional.

Com 55 anos de idade e três décadas de diplomacia, Azevêdo é natural de Salvador (BA) e formado em Engenharia Elétrica pela Universidade de Brasília (UNB).

A OMC trata das regras do comércio mundial e entrou em funcionamento em 1º de janeiro de 1995. Hoje a organização conta com 159 países-membros e é responsável por supervisionar as trocas comerciais em todo o globo e junto com ONU (Organização das Nações Unidas), FMI (Fundo Monetário Internacional) e Banco Mundial, é um dos principais organismos da política internacional.

Desde sua fundação, em 1995, nunca um brasileiro ocupou a presidência da entidade responsável por conduzir as rodadas que visam à liberalização do comércio mundial. Representante permanente do Brasil na organização desde 2008, Azevêdo conta com reputação de hábil negociador e irá substituir o francês Pascal Lamy, que está desde 2005 no cargo.

Um dos grandes desafios do novo chefe da OMC será reativar as negociações da Rodada Doha para liberalizar o comércio mundial, estagnada desde a crise em 2008.

Roberto Azevêdo, começou a carreira no Itamaraty em 1983 e participou em 2001 da criação da Coordenadoria Geral de Contenciosos do Ministério das Relações Exteriores, que dirigiu por quatro anos. Em 2005, se tornou o chefe do departamento econômico do ministério e, de 2006 a 2008, foi sub-secretário geral de assuntos econômicos.


Fonte: G1
Redação: Danilo Georgete