Maior pedra preciosa água-marinha

Batizado de Dom Pedro e extraído em Minas Gerais na década de 80, cristal mede 35,5 centímetros de altura e ficará exposto em um museu dos Estados Unidos

19/12/2012
11435 Acessos
Imprimir
Maior pedra preciosa água-marinha
Cristal recordista foi extraído em Minas Gerais na década de 80 - Imagem: divulgação
Com mais de dois quilos e medindo 35,5 centímetros de altura, a maior pedra preciosa água-marinha do mundo é brasileira. O cristal, que entra para o RankBrasil, foi extraído em Minas Gerais na década de 80 e adquirido por um casal americano.

Batizada de Dom Pedro, a pedra foi doada em 06 de dezembro de 2012 para o Museu Nacional de História Natural do Instituto Smithsonian, em Washington, nos Estados Unidos e fará parte da exibição permanente da instituição.

O cristal bruto, que pesava 27 quilos quando foi extraído, foi levado para a Alemanha em 1992 e lapidado em forma de obelisco pelo alemão Bernd Munsteiner, um dos maiores especialistas do mundo no corte de pedras preciosas.

O nome Dom Pedro é em homenagem aos dois imperadores do Brasil. Na cor azul-esverdeada, a pedra é considerada excepcionalmente rara e agora é uma das mais memoráveis do museu, que conta com uma das maiores coleções de cristais do mundo.

A água-marinha é uma variedade de berilo, um mineral que se fosse desenvolvido em laboratório seria incolor. Como os cristais são gerados em lugares ‘sujos’, sempre há impurezas ao redor, incorporando pequenas quantidades de ferro. Na interação com a luz, o ferro dá ao berilo o precioso tom turquesa que caracteriza o cristal.

Maior fonte de água-marinha
A maioria dos cristais desta variedade provém de depósitos geológicos de rocha pegmatito (que apresenta grãos grosseiros), muitos dos quais são encontrados no Brasil. Isto transforma o país na maior fonte de água-marinha do mundo.


Fontes: Revista Info Exame e O Globo
Redação: Fátima Pires