Maior floresta tropical do mundo

São cerca de sete milhões de quilômetros quadrados, com aproximadamente cinco milhões em território brasileiro

05/09/2012
21048 Acessos
Imprimir
Maior floresta tropical do mundo
A Floresta Amazônica, que está no RankBrasil, é a maior floresta tropical úmida contínua do mundo e representa um patrimônio inestimável. Situada ao norte da América do Sul, são cerca de sete milhões de quilômetros quadrados, divididos entre o Brasil, Venezuela, Suriname, Guiana, Bolívia, Guiana Francesa, Equador, Colômbia e Peru.

Do total da área, aproximadamente cinco milhões de quilômetros quadrados fazem parte do território brasileiro. Isto significa que em torno de 60% da Amazônia está no Brasil, distribuídos pelos Estados do Amazonas, Amapá, Rondônia, Acre, Pará e Roraima, e uma pequena parte entre Maranhão, Tocantins e Mato Grosso.

Na Amazônia, existe a maior variedade de plantas e animais do planeta: um quinto de todas as plantas e aves do mundo e um décimo de todas as espécies de mamíferos são encontrados na floresta. Somente de árvores, são pelo menos cinco mil espécies, e de mamíferos, passa das 300. A Amazônia possui ainda mais de 1,3 mil espécies de pássaros, cerca de três mil de peixes e milhões de insetos.

A área ainda engloba a bacia do Amazonas, que é a maior bacia hidrográfica do mundo, com aproximadamente 25 mil quilômetros de águas navegáveis. O Amazonas também é o maior rio em volume de água e em extensão, com quase sete mil quilômetros. Fundamental no equilíbrio climático global, a imensa cobertura vegetal da floresta estoca entre 80 e 120 bilhões de toneladas de carbono.



Habitantes
Em território brasileiro, mais de 20 milhões de pessoas moram na Amazônia. Estima-se que habitam na floresta aproximadamente 70 tribos de índios, que nunca tiveram contato com homens brancos. Do total de habitantes, 70% estão em áreas urbanas. São pessoas que vivem do extrativismo, entre seringueiros, pescadores, castanheiros e catadores de cocos.

Risco de extinção das espécies
O potencial para exploração econômica da Amazônia é muito variado, com produtos vegetais (madeira, borracha, guaraná, açaí, castanha-do-pará, pupunha, plantas medicinais, etc.) e animais, (pesca e caça). Também existem recursos minerais (ferro, manganês, cassiterita, bauxita, ouro, cobre e níquel), hidroelétricos e agropecuários.

Como consequência desta riqueza, a floresta tem muita intervenção humana pela exploração predatória, que traz impactos preocupantes, entre poluição de rios, desmatamento, extração ilegal de madeira e queimadas, que ameaçam a extinção de plantas e animais.

No Brasil, desde que os portugueses pisaram na Amazônia, em 1550, até 1970, o desmatamento não passava de 1% de toda a floresta. De 1970 a 2010, o número saltou para 17% – uma área equivalente aos territórios do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Rio de Janeiro e Espírito Santo.

O nome
O nome Amazônia deriva de ‘amazonas’, que na mitologia grega significa ‘mulheres guerreiras’. Além de Floresta Amazônica, também é chamada de Selva Amazônica, Floresta Equatorial da Amazônia, Floresta Pluvial ou Hileia Amazônica.

Florestas tropicais úmidas
São florestas com árvores altas, clima quente e que recebem muita chuva durante o ano. Entre as características estão a rica biodiversidade, com muitas espécies ainda desconhecidas do ser humano; solo coberto de húmus, proveniente da decomposição de folhas, frutos, fezes e cadáveres de animais mortos; umidade elevada; e calor quase o ano todo.


Fontes: UOL Educação, Wikipédia, Portal Amazônica e Greenpeace
Redação: Fátima Pires