Primeiro remédio produzido no Brasil

Criado pelos jesuítas no século 18, medicamento utilizava 27 espécies vegetais e minerais, e era utilizado para diversas enfermidades

30/09/2012
8135 Acessos
Imprimir
Primeiro remédio produzido no Brasil
A Triaga Brasílica entra para o RankBrasil por ter sido o primeiro remédio produzido no país, que era utilizado para sintomas de epilepsia, febre, sarampo, cólica, mordida de animais peçonhentos, entre outras enfermidades.

Inspirado nas produções de Roma e Veneza, na Itália, o medicamento foi criado no século 18, pelos jesuítas do Colégio de Salvador – BA. Ao todo 27 espécies vegetais e minerais eram utilizados na composição do remédio, entre raízes, sementes, extratos, gomas, óleos e sais químicos.

O sucesso de cura da Triaga Brasílica correu a Europa e tanto portugueses como espanhóis pagavam altas quantias para importar o medicamento. Tudo começou com a chegada dos jesuítas ao país, que vieram catequizar os índios.

Ao se aventurarem nas matas, eles descobriram os efeitos terapêuticos de certas plantas e começaram a pesquisar e catalogar a flora medicinal do Brasil, tirando proveito do conhecimento indígena. Quando os jesuítas acumularam uma quantidade suficiente de informações, criaram um preparado à base dessas ervas da floresta, a Triaga Brasílica.

Fórmula perdida
Em 1755, o marquês de Pombal se tornou o dirigente político mais importante de Portugal e com ideias iluministas, alguns anos depois impôs que os jesuítas fossem expulsos das terras portuguesas e brasileiras.

Ao expulsar os criadores do medicamento, um desembargador português exigiu que fosse encontrada a receita da Triaga Brasílica, mas os jesuítas conseguiram escondê-la, uma vez que o modo de preparar o remédio era considerado secretíssimo pelos religiosos. Assim, a fórmula nunca mais foi encontrada.

Jesuítas
Os jesuítas são membros da Companhia de Jesus, uma congregação religiosa fundada em 1534 por um grupo de estudantes da Universidade de Paris, liderados por Inácio de Loyola. No Brasil, eles chegaram em 1549 e começaram sua catequese no colégio de Salvador. Quando foram expulsos, eram em 670, distribuídos por todo o país.


Fontes: Almanaque Brasil e Wikipédia
Redação: Fátima Pires