Primeira mulher sul-americana a competir em olimpíadas

Recorde é de Maria Emma Hulga Lenk, que participou dos Jogos Olímpicos de 1932

19/07/2012
17277 Acessos
Imprimir
Primeira mulher sul-americana a competir em olimpíadas
Maria Lenk participou das Olimpíadas de 1932 - Imagem: divulgação
O RankBrasil homologou Maria Emma Hulga Lenk, de São Paulo - SP, pelo recorde de Primeira mulher sul-americana a competir em olimpíadas. Em 1932, com 17 anos de idade, ela participou dos Jogos Olímpicos de Los Angeles.

Vivendo em um tempo onde o preconceito contra o sexo feminino era evidente, Maria Lenk sempre lutou pelo esporte, para competir e vencer. Vestida com roupa de banho, nadava em rios e praias, dando suas primeiras braçadas para se tornar uma campeã.

Em 1939, na preparação para os Jogos Olímpicos de Tóquio, conquistou duas marcas mundiais individuais: nos 200m e 400m peito. Ela foi a primeira brasileira a conquistar o recorde.

No ano de 1942, participou da fundação da Escola Nacional de Educação Física da Universidade do Brasil, hoje Universidade Federal do Rio de Janeiro, e foi membro vitalício da Sociedade Americana de Técnicos de Natação.

A recordista entrou para o Hall da Fama da Federação Internacional de Natação, no ano de 1988, e foi homenageada entre os dez melhores nadadores master do mundo, pela entidade máxima do esporte.

Em 2003, lançou o livro ´Longevidade e esporte´, que apresenta benefícios proporcionados pela prática de esportes. No ano de 2007, a prefeitura do Rio de Janeiro nomeou o Parque Aquático dos Jogos Pan-Americanos realizados no mesmo ano, de Maria Lenk, em homenagem à nadadora.

Ela faleceu no dia 16 de abril de 2007, aos 92 anos, na cidade do Rio de Janeiro - RJ. A recordista passou mal enquanto nadava no parque aquático do Flamengo, foi levada ao hospital, mas acabou não resistindo. Maria Lenk deixa seu legado de amor ao esporte, de luta e de força para todos os brasileiros.


Redação: Raquel Susin
Revisão: Fátima Pires