Maior número de certificados sociais

O recordista é Franklin Lopes de Freitas, empresário de 55 anos, da cidade de Belo Horizonte – MG, com 42 certificados

15/04/2010
7396 Acessos
Imprimir
Maior número de certificados sociais
Tudo começou no ano de 1986, quando Franklin passou a morar ao lado de um Centro Espírita que distribuía sopas, mantimentos, roupas, medicamentos, entre outras coisas para os mais necessitados. Na mesma época conheceu a Associação Comunitária, que realizava um trabalho semelhante, e então se envolveu com as duas instituições.

Logo após o encontro entre Franklin e estas instituições, ele conheceu a Sociedade São Vicente de Paulo e várias outras que foram surgindo com o tempo. Sempre muito envolvido com os trabalhos sociais, ele conta que cada um tem uma história diferente.

Na Casa da Fundação Marianense de Educação, Franklin, com a ajuda de outros envolvidos, conseguiram montar uma marcenaria com algumas máquinas. Na Visão Mundial, outra associação beneficiada pelos trabalhos realizados, é pago um carnê mensal, onde ocorre o apadrinhamento de crianças.

O Grupo Amigas da Costura recebe constantemente sacos de roupas e calçados para serem distribuídos no Natal e já receberam também máquinas industriais de costura. Todos os anos, são empreendidos esforços para aquisição de um automóvel, para ser doado em prol de uma instituição. O último foi entregue ao Abrigo Frei Otto, que o rifou para ajudar na manutenção. Nos próximos anos, poderão ser doados para outras instituições, após sindicâncias, onde é verificado a real necessidade da instituição.

O recordista conta que outras instituições recebem ajuda mensal e anual em dinheiro, sendo de costume também adquirir fundos através de leilões. "Já doamos vários caminhões cheios de móveis para serem realizados feirões, onde toda a arrecadação, que não é pouca, é revertida em benefícios para creches, asilos e Igrejas”, explica Franklin.

O último certificado recebido foi em março de 2010, da Creche Sementes do Amanhã, onde são realizadas campanhas para a doação de papéis de rascunho e materiais de limpeza. "Foi emocionante receber esse certificado. Esse gesto simples emociona mais que outros vistos com maior importância pela sociedade”, conta.

Para o recordista, entrar para o Livro dos Recordes Brasileiros é prova de que esse tipo de trabalho é necessário para a sociedade e para os menos favorecidos financeiramente. Ele convoca todas as pessoas que já foram certificadas por realizarem obras sociais a colecionarem seus certificados e, assim, "estabelecer novos recordistas nesses feitos tão importantes para termos um mundo melhor e mais igualitário".

O RankBrasil parabeniza o recordista por essa conquista e deseja que todos os leitores olhem para o próximo e levem adiante essa ideia.

Redação: Raquel Susin

Algumas citações na mídia:
Programa Mão Amiga