Primeiro genérico para tratamento do câncer produzido no Brasil

O medicamento mesilato de imatinibe é usado no tratamento de leucemia mieloide crônica e do tumor do intestino

03/02/2013
4749 Acessos
Imprimir
Primeiro genérico para tratamento do câncer produzido no Brasil
Cerca de oito mil pessoas dependem do medicamento no Brasil - Foto: Carolina Maciel - Instituto Vital Brazil
O mesilato de imatinibe, que entra para o RankBrasil, é o primeiro genérico para o tratamento do câncer totalmente produzido no país.

O medicamento começou a ser entregue para o Sistema Único de Saúde (SUS) em 19 de janeiro de 2013.

Fabricado pelo laboratório público Farmanguinhos, da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e pelo Instituto Vital Brazil, em parceria com cinco laboratórios privados, o remédio é usado no tratamento de leucemia mieloide crônica e do tumor do estroma gastrointestinal (do intestino).

De acordo com informações do Ministério da Saúde, cerca de oito mil pessoas dependem do medicamento no Brasil, que era comprado de um laboratório estrangeiro por R$ 140 milhões ao ano. Em 2013, devem ser produzidos cinco milhões de comprimidos, o suficiente para atender toda a demanda nacional.

Com a produção do genérico, a perspectiva é de uma economia de aproximadamente R$ 340 milhões nos próximos quatro anos, além de o país poder garantir o tratamento à população em relação a estas doenças, independentemente de qualquer oscilação do mercado internacional.

Ainda conforme informações do Ministério da Saúde, a economia garantida pela fabricação do medicamento no Brasil deve ser revertida no suprimento de mais remédios à população. Outro benefício da produção de medicamento próprio é a oportunidade de novos investimentos na pesquisa brasileira, por parte de grupos farmacêuticos do país e também do estrangeiro.


Fontes: Agência Brasil e G1 Rio de Janeiro
Redação: Fátima Pires