Presidente da República com mandato mais curto

Carlos Coimbra da Luz esteve apenas três dias no poder

19116 Acessos
Imprimir
Presidente da República com mandato mais curto
O presidente da República com o mandato mais curto da história do Brasil é Carlos Coimbra da Luz.

Ele ficou no posto por apenas três dias, de 08 a 11 de novembro de 1955, quando foi deposto por um golpe militar, liderado pelo general Henrique Lott.

Por ser, na época, presidente da Câmara dos Deputados, Carlos assumiu a presidência em função do afastamento, por motivos de saúde, do presidente Café Filho (vice-presidente de Getúlio Vargas, que cometera suicídio no ano anterior).

Porém, com o apoio do Partido Social Democrático (PSD), foi declarado seu impeachment no Congresso Nacional, sob acusação de conspiração para não entregar o poder ao presidente eleito, Juscelino Kubitschek.

Carlos estava a bordo do Cruzador Tamandaré, para evitar qualquer represália em terra e seguir para Santos, onde seria feita a resistência. O navio foi alvo de disparos pela artilharia do exército, mas não revidou, por solicitação do recordista. Assim, o cargo foi entregue ao presidente do Senado Federal, Nereu Ramos.

Nascido na cidade mineira de Três Corações, em 04 de agosto de 1894, o presidente por três dias faleceu no Rio de Janeiro em 09 de fevereiro de 1961.

Ele foi delegado de polícia e iniciou sua carreira política como vereador em Leopoldina, município em que foi eleito prefeito em 1932 e onde existe uma estátua e uma rua com seu nome.

Foi também deputado federal constituinte em 1934 e presidente da Caixa Econômica Federal, entre 1939 e 1945. Depois do Estado Novo, filiou-se ao PSD e foi ministro da Justiça no governo de Eurico Gaspar Dutra.


Redação: RankBrasil
Revisão: Fátima Pires