Primeira mulher a comandar uma tropa de elite no Brasil

Recorde é da tenente-coronel Cynthiane Maria da Silva Santos, que assumiu o Batalhão de Choque do Distrito Federal em outubro de 2012

14/12/2012
8411 Acessos
Imprimir
Primeira mulher a comandar uma tropa de elite no Brasil
Cynthiane Santos é homenageada por fazer história na Polícia Militar - Imagem: Brito / Agência Brasília
A tenente-coronel Cynthiane Maria da Silva Santos, de 40 anos, entra para o RankBrasil pelo recorde de primeira mulher a comandar uma tropa de elite no país. Ela entrou para a história da Polícia Militar ao assumir o Batalhão de Policiamento de Choque do Distrito Federal em 19 de outubro de 2012.

Formada em 1999, Cynthiane foi a única mulher em meio a 42 homens no treinamento do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) do Distrito Federal, sendo que 20 pessoas abandonaram o curso. Vale destacar que ela não teve regalias diante de seus companheiros.

Para concluir o treinamento de ações táticas e operações especiais, a recordista precisou raspar o cabelo e passar cinco meses na mata, enfrentando dificuldades como rastejar na lama, suportar frio, longas caminhadas, noites sem dormir, racionamento de comida e horas seguidas de aulas de tiro. Tudo para atuar em situações complexas, como sequestros e distúrbios em presídios.

Além do Distrito Federal, nove estados brasileiros possuem Bope. Depois de Cynthiane, nenhuma outra mulher concluiu um curso de operações especiais no Brasil. Onze anos antes dela, duas mulheres, também no DF, fizeram um treinamento semelhante, mas ainda não existia o Batalhão na região.



Carreira
A tenente-coronel é filha de militar do Exército e sempre teve o apoio da família na carreira, ingressando na Academia da PM do Distrito Federal em 1992. Ela trabalhou nas ruas no policiamento de trânsito, na Guarda Presidencial e, por um ano, em missão de paz da Organização das Nações Unidas (ONU) no Timor Leste.


Fontes: G1 Distrito Federal e Polícia Militar do Distrito Federal
Redação: Fátima Pires