Brasil já criou mais de um milhão de empregos formais em 2012

São Paulo lidera o ranking das cidades com maior geração de vagas com carteira assinada

24/07/2012
2933 Acessos
Imprimir
Brasil já criou mais de um milhão de empregos formais em 2012
O Brasil criou no primeiro semestre deste ano 1.047.914 empregos com carteira assinada. São Paulo foi a cidade que mais gerou vagas, totalizando 89.760. Em segundo lugar no ranking aparece o Rio de Janeiro, com 38.480 postos de trabalho, seguido de Belo Horizonte, com 32.244 oportunidades formais.

As informações são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgadas pelo Ministério do Trabalho e Emprego. De acordo com a pesquisa, entre os dez municípios que encabeçam a lista dos que mais criaram empregos entre janeiro e junho de 2012, oito são capitais.

As duas cidades que fogem à regra são do Estado de São Paulo: Franca ocupa o sétimo lugar no ranking, oferecendo 11.860 vagas no período, e Campinas está na décima posição, com 8.668 postos de emprego.

Cidades que mais criaram vagas
no primeiro semestre de 2012
posição cidade Estado vagas
1°. São Paulo SP 89.760
2°. Rio de Janeiro RJ 38.480
3°. Belo Horizonte MG 32.244
4°. Curitiba PR 21.456
5°. Brasília DF 18.405
6°. Goiânia GO 17.576
7°. Franca SP 11.860
8°. Recife PE 10.631
9°. Porto Alegre RS 10.609
10°. Campinas SP 8.668
Na lista das regiões, a Sudeste está em primeiro lugar, com 619.950 postos. Na segunda posição está a Sul, que gerou 203.253 vagas no semestre, seguida do Centro-Oeste, com 152.403 empregos formais. A região Norte aparece na quarta colocação com a criação de 44.565 postos e por último, a Nordeste, com 27.743 vagas.

Em relação à taxa de crescimento, o Estado de Goiás lidera o ranking, com aumento de 6,87% e geração de 74.176 postos. Em segundo vem o Mato Grosso, que aumentou 6,46%, com a oferta de 36.851 postos, e em terceiro Tocantins, que cresceu 5,97%, abrindo 8.139 oportunidades de emprego.

Com as mais de um milhão de novas vagas criadas, a quantidade de trabalhadores com carteira assinada no Brasil teve uma alta de 2,76% sobre a quantidade registrada em dezembro de 2011.

Ramos de atividade
No período analisado, o setor de Serviços cresceu 3,05%, oferecendo 469.699 postos de trabalho. Com 205.907 vagas oferecidas, a Construção Civil teve aumento de 7,13%.

A maior taxa de crescimento foi do setor Agrícola, com 8,69% e a criação de 135.440 empregos. O Comércio cresceu 0,66%, abrindo 56.122 postos e a Indústria de Transformação teve aumento de 1,64%, com 134.094 vagas.


Redação: Fátima Pires