Infográfico mostra os heróis brasileiros nas Olimpíadas de 2012

RankBrasil tem por objetivo divulgar, além dos medalhistas, atletas brasileiros que não subiram ao pódio nos Jogos de Londres, mas conquistaram marcas inéditas

14/08/2012
5146 Acessos
Imprimir
Infográfico mostra os heróis brasileiros nas Olimpíadas de 2012
O Brasil obteve marcas inéditas nas Olimpíadas de 2012. Além das 17 medalhas, um recorde na história dos Jogos Olímpicos, a equipe verde e amarela merece destaque pela brilhante atuação em Londres.

Para mostrar todos os feitos do país, o RankBrasil – empresa que registra recordes brasileiros – preparou um infográfico, que traz, além das medalhas, a trajetória dos brasileiros no torneio olímpico, mostrando todas as conquistas que devem ser lembradas.

“Esta é uma forma de homenagear os atletas pelo esforço e dedicação ao esporte, de tantos anos a espera da participação em Londres”, destaca o diretor da empresa, Luciano Cadari.

Segundo Cadari, através do infográfico, o RankBrasil quer parabenizar os homens e mulheres do país que mostraram seus talentos e habilidades nas Olimpíadas. O diretor ainda comenta que todos os atletas com marcas inéditas ou superação receberão da empresa o certificado de recordista.

“A trajetória do Brasil nos Jogos Olímpicos não deve se resumir às medalhas conquistadas, mas a todos os feitos históricos. Alguns atletas, mesmo sem subir ao pódio em Londres, mostraram que são dignos de um título nacional”, completa.


Boxe
No boxe, o país obteve o maior número de medalhas olímpicas, com três (uma de prata e duas de bronze). A pugilista Adriana Araújo foi a primeira a vencer uma luta do boxe olímpico no feminino, a primeira a ganhar uma medalha no esporte e a primeira a obter uma medalha no peso leve. Ela também merece destaque por ser a medalhista número 100 do Brasil em Olimpíadas.

Já Yamaguchi Falcão ganhou a primeira medalha olímpica do Brasil no meio pesado. Seu irmão, Esquiva Falcao, conquistou a primeira medalha no peso médio, participando da primeira final do esporte nacional nas Olimpíadas. Com eles, o Brasil também teve pela primeira vez dois irmãos medalhistas no boxe olímpico.

Outro destaque é para Érica Matos, que não ganhou medalha, mas entrou para a história ao se tornar a primeira brasileira a lutar boxe em Olimpíadas. Além disto, Jones Kennedy, que não participou como atleta, também conquistou um recorde: o de primeiro árbitro brasileiro na história do boxe olímpico.

Judô
O judô obteve várias marcas, entre elas, o maior número de medalhas nas edições do torneio olímpico, com quatro (uma de ouro e três de bronze). Rafael Silva conquistou a primeira medalha olímpica do país no peso pesado do esporte e Felipe Kitadai, a primeira no peso ligeiro, que também foi a primeira do país em Londres.

A judoca Sarah Menezes foi a primeira mulher brasileira a ganhar medalha de ouro no judô olímpico. Já Mayra Aguiar conquistou a primeira medalha no meio pesado, além de ser a mais jovem do Brasil a obter medalha individual, em todos os esportes, na história das Olimpíadas.

Futebol e Handebol
No futebol, além da medalha do masculino, a equipe feminina obteve duas marcas inéditas: Miraildes Mota (Formiga) é a única jogadora a disputar todas as edições olímpicas do esporte, e Cristiane é a maior artilheira da história. No handebol, o Brasil não subiu ao pódio, mas conquistou a melhor participação de todos os torneios, ficando no sexto lugar.

Ginástica
A ginástica brasileira brilhou em Londres com a fantástica atuação de Arthur Zanetti, que ganhou a primeira medalha olímpica do país no esporte. Já Sérgio Sasaki não saiu medalhista, mas foi o primeiro ginasta brasileiro a disputar uma final individual geral em Olimpíadas.

Vôlei
No vôlei de quadra, a equipe feminina obteve o bicampeonato olímpico e o masculino subiu ao pódio mais uma vez, alcançando a prata. No vôlei de praia outra marca: Emanuel Rego é o único a disputar todas as edições do torneio olímpico do esporte.

Vela e tênis
Na vela, Robert Scheidt se tornou o maior medalhista do Brasil nas Olimpíadas, com cinco pódios. Já no tênis, Bruno Soares e Marcelo Melo não ganharam medalhas, mas deixaram seus nomes registrados por vencerem o jogo mais longo do tênis em dupla de todas as edições do torneio, com 4h21, partida que também teve o maior número de games no esporte olímpico, com 63.

Atletismo e pentatlo
No atletismo, apesar do país não conseguir subir ao pódio, a equipe feminina bateu o recorde sul-americano no revezamento 4x100 metros rasos. No pentatlo, a medalha de Yane Marques foi a primeira do Brasil em Olimpíadas, tornando o esporte mais conhecido.

Infográfico
O infográfico da atuação brasileira nos Jogos de Londres, elaborado pelo RankBrasil, pode ser utilizado livremente por todos os veículos de comunicação. As informações também podem ser reproduzidas, desde que a fonte seja citada. Clique aqui para baixar o infográfico.

Redação: Fátima Pires