Morre Ademilde Fonseca, a ‘rainha do choro’

Por suas interpretações, ela se consagrou como uma das maiores intérprete do choro cantado

28/03/2012 09:30:00
3237 Acessos
Imprimir
Morre Ademilde Fonseca, a ‘rainha do choro’
A cantora Ademilde Fonseca morreu na noite de terça-feira (27), no Rio de Janeiro.

Ela tinha 91 anos, sofria de problemas cardíacos e foi vítima de um mal súbito. O enterro será nesta quarta-feira (28), no Cemitério São João Batista, em Botafogo.

Considerada a ‘rainha do choro’, por suas interpretações Ademilde se consagrou como uma das maiores intérpretes do choro cantado. A artista lançou clássicos como ‘Brasileirinho’ e ‘Tico-tico no Fubá’.

Com 71 anos de carreira, a cantora continuava normalmente suas atividades, com a realização de shows, além da participação em programas de televisão.

Ademilde nasceu em 04 de março de 1921, em São Gonçalo do Amarante – RN. Ela conquistou seu espaço no Brasil, regravou sucessos internacionais e também se apresentou em outros países.

A cantora trabalhou por mais de 10 anos na extinta TV Tupi e também atuou nas rádios Tupi e Nacional. Seus discos renderam mais de meio milhão de cópias.

Choro
Popularmente chamado de ‘chorinho’, o choro é um gênero de música popular e instrumental brasileira. Não se caracteriza por um ritmo específico, mas pela maneira de se tocar, repleta de ornamentos e improvisações.

Redação: Fátima Pires