Brasileira com maior participação em Olimpíadas

Formiga, jogadora de futebol feminino, atuou nos Jogos de Atlanta, Sydney, Atenas, Pequim, Londres e do Rio

5832 Acessos
Imprimir
Brasileira com maior participação em Olimpíadas
Formiga participou dos Jogos Olímpicos de Atlanta, Sydney, Atenas, Pequim, Londres e do Rio de Janeiro / Foto: Marcelo PereiraExemplusCOB
A jogadora de futebol feminino, Miraildes Maciel Mota, conhecida como Formiga, é a Brasileira com maior participação em Olimpíadas, totalizando seis. A recordista disputou os Jogos de Atlanta (1996), Sydney (2000), Atenas (2004), Pequim (2008), Londres (2012) e do Rio de Janeiro (2016).

Com a atuação no Rio, Formiga ultrapassou a marca da ex-jogadora de vôlei Fofão, que esteve em cinco Jogos. Mundialmente, ela se igualou ao espanhol Manuel Estiarte (polo aquático), e à russa Evgeniya Artamonova (vôlei), como a atleta de esportes coletivos com mais participações em Olimpíadas.

A jogadora também empatou com o iatista Torben Grael, o mesa-tenista Hugo Hoyama e o cavaleiro Rodrigo Pessoa como os brasileiros que mais vezes estiveram no evento. A meio-campista ainda é a única atleta do futebol feminino mundial a disputar todas as edições dos Jogos desde que a modalidade foi incluída no calendário olímpico, em Atlanta.

Nas Olimpíadas, Formiga ajudou o time do país a ganhar duas medalhas de prata: em Atenas e Pequim. Nos Jogos do Rio de Janeiro, após o Brasil perder para o Canadá na disputa pelo terceiro lugar, ela confirmou sua aposentadoria da Seleção Brasileira.

Carreira
A recordista nasceu em Salvador (BA), em 3 de março de 1978 e começou no esporte aos 12 anos. Além das conquistas olímpicas, foi ouro nos Jogos Pan-Americanos de Santo Domingo (2003), Rio de Janeiro (2007) e Toronto (2015), e prata em Guadalajara (2011). Ainda participou de seis copas do mundo: 1995, 1999, 2003, 2007, 2011 e 2015.

Em sua carreira, alcançou o feito de ser a futebolista, entre masculino e feminino, com maior número de jogos pela Seleção Brasileira, de acordo com dados da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Na estreia das Olimpíadas do Rio, contra a China, ela chegou a 151 partidas pelo Brasil, ultrapassando o lateral Cafu.