Maior número de vitórias em anos consecutivos no karatê

Vencedora de 66 lutas em 12 anos, Érica André Paiva é a nova recordista do RankBrasil

17/06/2011
12178 Acessos
Imprimir
Maior número de vitórias em anos consecutivos no karatê
Foto: Arquivo pessoal - Érica André Paiva
Érica André Paiva, da cidade de São Brás do Suaçuí – MG, entra para o RankBrasil por conquistar o Maior número de vitórias em anos consecutivos no karatê.

De 1999 a 2011 ela participou de 77 lutas, com 66 vitórias e apenas 11 derrotas. Os dados para a homologação do recorde são baseados em declaração da Federação Mineira de Kyokushinkaikan Karatê.

A recordista conta que se formou faixa preta treinando com Wesley Matosinhos Santana, mas também teve ensinamentos de outros professores, entre eles, José Rodrigues, Enrico Palmieri e Mitsuro Amano. “Respeito e agradeço a todos pela realização de um sonho”, diz.

Érica destaca um incentivador responsável por todas as suas conquistas dentro e fora do esporte, e que está com ela até hoje. Trata-se de Vicente de Paulo Magalhães, marido e pai de seus filhos Laryssa, 17 anos, Pedro Henrique, 15 e Erick Baidal, quatro.

“Ele fez com que a minha trajetória não fosse apenas de lutas e dificuldades, mas de muitas conquistas e vitórias”, destaca. Érica também atribui o sucesso de sua carreira aos pais Marta e Euclides, e ao irmão e atleta, Ulisses André Paiva.

Segundo ela, entrar para o RankBrasil significa superar seus próprios limites: “É a superação do corpo e da mente, da falta de apoio financeiro e das críticas”. Com o recorde, ela espera que sua vida profissional como professora e atleta decole bem alto. “Não importa a chegada, o importante é sempre caminhar”, afirma.

Pela conquista do recorde, Érica agradece o apoio da Center Forma Academia, Center Fitness de Cons. Lafaiete, Nilson Cordeiro, Donizete (CRM), Jurema Borges, Aprigio de Sá,Toninho Mendes, Walter de Souza e especialmente ao professor Wesley Santana, de Congonhas, que é presidente da Federação Mineira de Kyokushinkaikan.

Trajetória
O início da trajetória da recordista foi difícil: na época, poucas mulheres praticavam o esporte na região e era ainda mais difícil que nos dias atuais para conseguir patrocínio.

“Sempre tinha dificuldade financeira para viajar. Ministrava aulas de ginástica e karatê e às vezes passava pelo comércio local com um livro ouro, pedindo ajuda em dinheiro”, lembra.

Atualmente a recordista treina karatê, boxe e muay thai (luta originária da Tailândia), além de coordenar o projeto ‘Lutando para mudar’, realizado em parceria com a escola municipal da cidade e Conselho Tutelar dos Direitos da Criança e do Adolescente.

Karatê
O karatê é uma arte japonesa realizada com as mãos desarmadas. O praticante do esporte busca desenvolver disciplina, filosofia e ética, além da aprendizagem de simples movimentos e do necessário condicionamento físico.

    Principais conquista de Érica Paiva
  • Eneacampeã Brasileira - nove vezes consecutivas
  • Eneacampeã Paulista - nove vezes consecutivas
  • Hexacampeã do Cinturão da Confederação Brasileira - consecutivo
  • Bicampeã Mineira
  • Campeã Sulamericana Peru - Arequipa
  • Vice-campeã Catarinense
  • 3ª colocada no Sulamericano Huachu - Peru
  • 4ª colocada no Sulamerino em Códoba - Argentina
  • Bicampeã Internacional de Kata
  • Tricampeã Brasileira de Kata
  • Tricampeã Paulista de Kata
  • Bicampeã Mineira de Kata
  • Campeã Catarinense de Kata

Redação: Fátima Pires