Polícia com melhor treinamento tático do Brasil

O Bope é diferenciado por apresentar um treinamento rigoroso, direcionado ao resgate de reféns e intervenções em áreas de conflito

39070 Acessos
Imprimir
Polícia com melhor treinamento tático do Brasil
O Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) entra para o RankBrasil por ser a Polícia com melhor treinamento tático do país.

O Bope foi criado em 19 de janeiro de 1978 e denominado inicialmente como Núcleo da Companhia de Operações Especiais. No dia 07 de abril de 1982 recebeu a designação de Companhia de Operações Especiais (COE).

Em 27 de junho de 1984 mudou novamente de nome, desta vez para Núcleo da Companhia de Operações Especiais (NuCOE). No dia 23 março de 1988 novas mudanças criaram a Companhia Independente de Operações Especiais (CIOE). Finalmente em 01 de março de 1991 teve a nomeação de Bope.

O Batalhão é diferenciado por apresentar um treinamento rigoroso com dois cursos preparatórios para ingressar na equipe: o Curso de Ações Táticas (CAT), com duração de dois meses, direcionado ao resgate de reféns e o Curso de Operações Especiais (COE), que dura entre três e cinco meses, preparando o policial para intervenções em áreas de conflito.

Além disso, o voluntário precisa ter pelo menos dois anos de atividades na Polícia Militar, excelente condicionamento físico e ser aprovado nas avaliações médica e psicológicas.

No COE, o soldado ganha experiência em operações de alto risco em favelas, na selva ou em regiões de montanha. Nesta fase, os alunos dormem pouco, quando dormem, alimentam-se de forma precária e são submetidos a tarefas exaustivas.

A tese que os comandantes do Bope defendem é que passar por situações de extrema privação e humilhação faz com que o aluno aprenda a controlar sua agressividade. Apenas 20% dos voluntários que se prontificam a fazer o curso concluem a missão.

Quem consegue superar todas essas provas passa a integrar a tropa considerada, atualmente, uma das melhores do mundo em operações de conflito armado em áreas urbanas. O modelo de excelência adotado é fruto de uma atitude mais rigorosa em relação aos maus policiais.

No batalhão, o policial é excluído ao menor sinal de irregularidade que apresente. Comandantes do Bope afirmam que uma simples suspeita é mais do que suficiente para que um policial seja afastado.

Depois do filme ´Tropa de Elite´, o Bope virou um sucesso. A unidade recebia uma média de 400 e-mails por semana e passou a 400 por dia, trazendo mensagens de cumprimentos pelo combate ao crime e pedidos de visita ao batalhão.

Símbolo do Bope
O brasão é composto por um escudo, cortado em chefe, sobre o campo de vermelho, goles, que representa a coragem, a valentia, o sangue derramado a serviço do Estado. Aqueles que o levam em suas armas, devem ter a justiça e a imparcialidade como normas de procedimento. É a cor dos guerreiros e simboliza, ainda, a intrepidez, a fortaleza, o valor e a vitória.

No centro do chefe, as duas pistolas cruzadas, em metal-ouro, é o símbolo universal de polícia. Sobre esse conjunto, repousa um crânio humano na cor branca, atravessado, do abismo ao contra chefe, por um punhal em metal-ouro, detalhado em preto, simbolizando o sigilo das missões, a lealdade, a justiça, a renovação e o compromisso ético de preservar a vida e cumprir a lei, valores invioláveis das tropas de Elite.

O punhal cravado na caveira é o símbolo da superação humana, da vitória da vida sobre a morte, na execução das missões, pelo combatente das forças policiais especiais.

No Brasil, todos os símbolos oficiais (bandeiras, brasões, letras de hinos, etc.) que sejam definidos por lei, são de domínio público e qualquer reprodução fiel deles também se enquadra nesta categoria, podendo ser usada livremente.


Redação: Raquel Susin
Revisão: Fátima Pires
Fonte: http://obope.blogspot.com/2007/10/braso-do-bope.html
Tags: Melhor